Em parceria com o Instituto Valois de Jiu-Jitsu, a equipe do Trabalho Técnico Social (TSS) do Programa de Saneamento Integrado de Maués (ProsaiMaués) realizou na noite desta quinta-feira (29/11), um diálogo sobre as sensações dos fenômenos de ganhar ou perder. O intuito do evento foi difundir melhorias na qualidade de vida das crianças da Terra do Guaraná. A ação reuniu 30 participantes com idade de cinco a 12 anos.

Ao final, os atletas foram divididos em dois times e encararam uma atividade recreativa de jiu-jitsu, onde puderam testar o que aprenderam com o diálogo conduzido pelo psicólogo do TTS, Afonso Brasil Júnior. A bióloga Patrícia Soares e a engenheira florestal Paloma Dias, integrantes do TTS, também participaram do evento, que contou ainda com a presença do professor de jiu-jitsu Bruno Negreiros e um dos representantes do Instituto Valois. “Essa dualidade de saber ganhar ou perder perpassa todos os campos da vida de um individuo, por isso é importante saber administrar os sentimentos de uma disputa esportiva e a qualquer situação cotidiana de satisfação ou frustração. Foi isso que abordamos com as crianças do Instituto Valois, para que eles saibam desde já que a vida é feita de vitórias e derrotas e que o quanto antes entendermos isso, melhor”, comentou Brasil.

Durante a ação, Patrícia Soares aproveitou para conversar com os atletas sobre a preservação do Meio Ambiente e ressaltou a importância do trabalho do Prosai realizado em Maués. “É sempre importante aproveitarmos essas oportunidades com crianças para falarmos também sobre conscientização ambiental, afinal de contas eles são o futuro e precisam ter a certeza de que só com amor, educação e disciplina coseguiremos salvar o nosso planeta”, declarou.

O professor Bruno Negreiros agradeceu a presença da equipe do ProsaiMaués no Instituto e afirmou que as crianças ficaram bem animadas com a atividade. “Foi muito legal, as crianças aprovaram e entenderam o que foi abordado no diálogo, que devemos respeitar o nosso adversário e assim como no jiu-jitsu, a vida é feita de vitórias e derrotas e que precisam estar preparadas para as duas situações. Elas conhecem bem o ProsaiMaués e tem essa consciência de que precisamos cuidar do nosso meio ambiente, mas é sempre bom reforçar”, comentou o professor.

Ruan Carvalho Ferreira, 7, disse que aprendeu no Instituto Valois que independentemente do resultado da luta é preciso cumprimentar o adversário. “Toda vez que terminamos o treino nos abraçamos, porque aqui todos nós somos amigos. A gente também não joga lixo na rua, isso não é legal”, comentou o aluno do Instituto.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here