Em um ano, Afeam financia R$ 91 mi a 12,5 mil empreendedores e lança novas linhas de crédito

Faltando pouco mais de um mês para o encerramento do atendimento neste ano, a meta da nova gestão da Agência de Fomento é se aproximar dos R$ 100 milhões investidos em todo o Estado, no atual governo

Investimento de R$ 91,6 milhões, em apoio a 12,5 mil empreendimentos em todo o Estado, com destaque especial aos municípios do interior; geração e/ou manutenção de cerca de 50 mil ocupações econômicas, número mais que a metade do que emprega diretamente as fábricas do Polo Industrial de Manaus. Em linhas gerais, esse é o balanço da Agência de Fomento do Amazonas, na gestão do governador Amazonino Mendes.

Em um ano da administração Amazonino Mendes, a Afeam não apenas apoiou milhares de empreendimentos, a maioria microempresários, como também lançou linhas de financiamento que ampliaram o alcance da Instituição na economia estadual. Sob nova diretoria, por exemplo, foram colocadas no mercado as linhas Afeam Energia Solar, Afeam Inovar e Afeam Taxista, que passaram a atender uma demanda reprimida.

Faltando pouco mais de um mês para o encerramento do atendimento neste ano, a meta da nova gestão da Agência de Fomento é se aproximar dos R$ 100 milhões investidos em todo o Estado, no atual governo.

Atuação pioneira – A Afeam Energia Solar é destinada às pessoas físicas e jurídicas que desenvolvem atividades econômicas e que queiram investir na substituição da energia elétrica convencional por uma estação privada de geração de energia a partir de placas fotovoltaicas, ou seja: que transformam a energia solar em elétrica. Dependendo do porte do cliente, os financiamentos começam em R$ 30 mil.

Já a linha Afeam Inovar destina-se a um público também pouco assistido. Empresas de inovação em produtos, processos e serviços, mesmo no aprimoramento dos já existentes, podem acessar até R$ 150 mil e prazo máximo de pagamento de 96 meses. Nesse caso, o parceiro da Afeam é a Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas (Fapeam), na validação dos projetos que atendem os pré-requisitos do Afeam Inovar.

A terceira nova linha de financiamento lançada neste ano atende antigo anseio dos taxistas: recurso para a renovação da frota – até então a Afeam financiava a manutenção. Além de poder trocar o veículo, o profissional da área também pode utilizar o recurso para manutenção e também para algo inédito: a adaptação do táxi ao transporte de pessoas com deficiência.

No fim do ano passado, a Afeam também intensificou a operacionalização das linhas Afeam Mix e Afeam Middle, que atendem empreendedores de pequeno e médio portes. Em todos os casos, incluindo as linhas já consagradas da Agência de Fomento, Microcrédito Afeam e Crédito de Varejo, os prazos de pagamento são facilitados, incluem carência e os juros são subsidiados.

Desenvolvimento do interior – Para o setor primário, a Afeam ampliou a fonte de recursos, elevou o limite para a agricultura familiar, além de ter retomado sua função de agente financeiro, em parceria com a Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), em dois grandes programas: Pró-calcário e Pró-mecanização. Em poucos meses deste ano, 1 mil produtores rurais foram financiados, totalizando investimento de R$ 13,5 milhões.

Pelos dois programas, que ganharam grande destaque no governo Amazonino Mendes, o produtor rural tem acesso a subsídio de até 85% (Pró-mecanização e 50% no Pró-calcário) do valor financiado para arar e corrigir a acidez do solo. Paralelo a isso, a Afeam também financia a cultura que será desenvolvida. Nesse caso, 246 produtores foram atendidos, totalizando R$ 3,5 milhões para essa finalidade.

Mais postos no interior – Na gestão da nova diretoria, a Afeam implantou dois novos postos fixos de atendimento no interior do Estado; em Rio Preto da Eva e em Presidente Figueiredo. Além de aproveitar o potencial econômico desses municípios, a Agência de Fomento, com esse investimento feito em parceria com as prefeituras locais, deu início a um novo clico de expansão da Instituição no interior.

Para atender todo o Estado, a Afeam contava, até então, com a sede, em Manaus, e mais cinco postos fixos: em Eirunepé, Manacapuru, Manicoré, Itacoatiara e Tefé. O restante do Estado é alcançado pelas ações itinerantes por calha de rio, estratégia realizada em parceria com o Sebrae e a Sepror. A meta para 2019 é implantar outros postos no interior, para que nesses locais o atendimento ao cliente seja durante todo o ano.

FOTOS: DIVULGAÇÃO/AFEAM