Em visita ao Bope, Bolsonaro afirma que “quem vai mandar no Brasil serão os capitães”

Em agenda de campanha, Jair Bolsonaro, candidato à Presidência da República pelo PSL, visitou nesta segunda-feira (15) a sede do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar, no Rio de Janeiro.

No encontro, o presidenciável lembrou que tem a segunda maior bancada em Brasília, “sem televisão, sem fundo partidário, sem nada”. Disse também que é preciso acreditar, tentar mudar e buscar fazer a coisa certa. Se eleito, o militar afirmou ainda que colocará “um dos nossos lá em Brasília”.

Ao saudar o comandante do Bope, tenente-coronel Alex Benevenuto Santos, o candidato brincou e disse que apesar de estar “dando continência para o coronel, quem vai mandar no Brasil serão os capitães”.

No Twitter, o candidato também mandou um recado aos professores de todo o país nesta segunda-feira (15). Na rede social, disse que a inversão de valores dificulta a autoridade do profissional em sala de aula, o que gera agressão, desrespeito e humilhação. Bolsonaro enfatizou ainda que resgatar a referência que os professores sempre representaram é também uma forma de valorizá-los.

Reportagem, Cintia Moreira

#Eleições2018