As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Empresa quer contratar alunos do Cetam

Gov Agricultura

Alunos do curso de qualificação “Manutenção de motocicletas”, oferecido pelo Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), já têm proposta de emprego antes mesmo de concluírem os estudos. A demanda crescente pelo serviço em Manaus fez com que uma empresa local se mostrasse interessada em contratar futuros profissionais.

O curso é oferecido no Centro Estadual de Convivência da Família Padre Pedro Vignola, em parceria com a Secretaria de Estado e Assistência Social (Seas). O professor da turma, Janderson Batista, conta que foi procurado pela direção da Rally Motors, uma loja de serviços, peças e assessórios voltada para motocicletas.

Assim que o curso terminar, dia 15 de julho, Batista irá indicar os alunos que mais se destacaram nas aulas. “Eles deverão levar o currículo até a empresa. Lá, serão entrevistados e avaliados. Se preencherem os pré-requisitos, ficarão trabalhando”, adianta o professor, frisando que seria muito bom se outras pessoas tivessem a mesma iniciativa da Rally Motors. “O que não falta é profissional bem qualificado, precisando apenas de uma chance.”

De acordo com a empresária Iraildes de Souza Costa, existem lojas Rally Motors no bairro Cidade de Deus, zona leste, e no Nova Cidade, zona norte. “Queremos pessoas talentosas. Hoje dispomos de duas vagas. Mas temos parentes e amigos que também têm empreendimentos nesse setor e podemos indicar outros mecânicos”, informa.

Iraildes adianta que dá preferência a profissionais recém-formados. “Atualmente, nosso maior problema é a falta de comprometimento de alguns profissionais. Quando a pessoa é mais jovem, não tem vícios de bebida alcoólica, por exemplo. Então é mais difícil faltar e atrasar serviços”, explica, ressaltando que tem um funcionário de 17 anos, cujo rendimento fica em torno de R$ 1,5 mil, trabalhando apenas meio expediente porque ainda estuda.

Iniciativa cria expectativa – José Maria Abreu Duarte, 51, é um dos alunos do curso “Manutenção de motocicletas”. Natural de Monte Alegre, no Pará, ele vive há 35 anos em Manaus e diz ter ficado muito alegre com a perspectiva de conseguir emprego em oficina. Duarte é dono de uma pequena loja de confecções na feira do Mutirão e conta ter decidido se tornar mecânico pela maior oferta de emprego nessa área. “Estou gostando demais do curso e quero fazer outros pelo Cetam”.

Franciley Nunes da Silva, 36, é colega de Duarte no curso de “Manutenção de Motocicletas”. Ele diz que não vê a hora de começar a distribuir seu currículo no polo de duas rodas do Distrito Industrial. “Gostei de saber que a Rally Motors quer contratar pessoas recém-formadas. Se eu não conseguir uma vaga nessa empresa, tentarei em oficinas da cidade”, conta Silva, que hoje está desempregado, mas já trabalhou como industriário e promotor de vendas.

A coordenadora técnica pedagógica do Padre Pedro Vignola, Lussandra Mirelli, não esconde sua felicidade com a possibilidade de alunos saírem empregados da unidade de ensino. “Nosso trabalho é qualificar mão de obra, visando a inserção no mercado de trabalho.”

FOTO: DIVULGAÇÃO/CETAM

você pode gostar também