Take a fresh look at your lifestyle.

Empresa se mobiliza no desenvolvimento de respirador hospitalar de baixo custo para auxiliar pacientes com o Coronavírus

-publicidade-

O equipamento auxilia pessoas com dificuldades respiratórias, um dos principais sintomas do novo Coronavírus, e pode ficar em falta devido à pandemia. A ideia é desenvolver um respirador de baixo-custo e funcional para produção em grande escala.

O número de casos de pessoas infectadas pelo novo Coronavírus (Covid-19) tem crescido exponencialmente no Brasil e no mundo. Sabe-se que, na maioria das vezes, os pacientes diagnosticados com a doença apresentam sintomas leves, muito parecidos com os mesmos sintomas de gripes e resfriados.

Entretanto, em cerca de 5% das pessoas infectadas, bem como, as pessoas que estão nos grupos de riscos da doença (idosos, pessoas com doenças respiratórias crônicas, cardíacas, hipertensas e diabéticas) apresentam sintomas mais graves, por isso, necessitam de internação hospitalar para cuidados intensivos.

Então, em meio à pandemia, o número de pacientes graves que necessitam de auxílio hospitalar e de equipamentos médicos também vai aumentando à medida em que essa doença se espalha. Contudo, em diversos países, inclusive no Brasil, existe a grande possibilidade de faltar materiais essenciais para tratar as pessoas infectadas com esse vírus. Dentre os quais, um dos mais importantes, são os respiradores hospitalares, utilizados no tratamento de pacientes com dificuldades respiratórias e que precisam de ventilação mecânica para suprir a falta de oxigênio.

Os respiradores são aparelhos automáticos que auxiliam as pessoas a respirarem artificialmente, através do bombeamento de oxigênio, que imitam os movimentos de inspiração e expiração dos pulmões, tendo a capacidade de operar o sistema respiratório humano mecanicamente. Caso o número de pessoas infectadas pelo Coronavírus continue aumentando, faltarão respiradores hospitalares, levando pacientes a óbito.

Responsabilidade Social

Portanto, pensando nisso, a FPF Tech reuniu uma equipe multidisciplinar, contendo engenheiros, médicos, profissionais da área de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), entre outros, para desenvolver um protótipo de respirador hospitalar de baixo-custo e funcional, que possa ser produzido em grande escala.

Fonte: Ministério da Saúde. Foto: Divulgação

 

FPF Tech se mobiliza para salvar vidas

 

De acordo com Luís Braga, diretor executivo da FPF Tech, a ideia é desenvolver um aparelho seguro e apto a salvar muitas vidas. “Estamos com uma equipe de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), com nossos melhores engenheiros, respaldada também por uma equipe médica especializada, para desenvolver e criar um respirador hospitalar eficiente e de baixo-custo para ser produzido em grande escala. Acreditamos que é papel de todos encontrar meios de ajudar a vencer a essa crise, bem como, salvar vidas, sendo assim, queremos e faremos a nossa parte através desse projeto”, afirmou.

A inciativa surgiu após a FPF ter acesso a um protótipo de respirador que estava circulando na internet, juntamente com uma matéria jornalística que abordava a necessidade da criação de mais aparelhos desse tipo para ajudar a combater a doença e salvar vidas. “Esse projeto surgiu a partir da ideia de um protótipo de respirador que vimos na internet, então, através da análise desse material, percebemos que tínhamos como contribuir desenvolvendo um protótipo de respirador que possa ser produzido em escala com o objetivo de distribuí-lo para todo o Brasil”, finalizou.

O projeto ainda está em sua fase inicial e passará por uma série de testes e validações conforme as etapas de desenvolvimento, de modo que quando pronto seja seguro, eficiente e atinja os padrões de qualidade exigidos.

Sobre a FPF Tech

A FPF Tech é um Instituto de Ciência e Tecnologia sem fins lucrativos, focado na pesquisa e no desenvolvimento de serviços, soluções inovadoras e cases de sucesso nos núcleos estratégicos de Capacitação Tecnológica, Design Digital e Usabilidade, Dispositivos Móveis, Pesquisa e Inovação Tecnológica, Saúde e Medicina do Trabalho, Sistemas Eletrônicos, Soluções Industriais, Tecnologias Assistivas, Verificação e Validação.

-publicidade-