Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Empresas de ônibus não receberam pagamento de gratuidade nas eleições

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) protocolou na manhã desta segunda-feira (23) um ofício no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) informando sobre o não pagamento da operação nos dias 5 e 26 de outubro de 2014, datas da realização do primeiro e segundo turno das eleições.

De acordo com o Sinetram, nas referidas datas, foram transportadas mais de 2,3 milhões de pessoas para os locais de votação, de forma gratuita, o que gerou uma despesa de mais de R$ 6,5 milhões e comprometeu o orçamento das empresas.

De acordo com o diretor operacional da ACOP/Sinetram, Azarias Carvalho, em cada um dos dias a frota operante foi de 1,4 mil ônibus e o aumento foi de mais de 60%, em relação ao número de usuários transportados diariamente.

“Desde 2006 quando foi implantada essa lei aqui em Manaus, as empresas nunca receberam o pagamento do poder público. Isso tem afetado o equilíbrio econômico-financeiro das empresas. Hoje nos informamos o TRE sobre essa situação e aguardamos uma solução para o problema. Somos favoráveis a contribuir com as eleições, mas não podemos trabalhar de graça”, informou Carvalho.

-publicidade-