Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Ensino remoto – Professor cria espaço virtual para trabalhar conteúdos com os alunos

Voltada a estudantes do Ensino Médio, iniciativa visa driblar os desafios das aulas remotas

Em meio à realidade da pandemia e das aulas remotas, o professor de Filosofia, Miguel Neponuceno, das escolas estaduais José Bernardino Lindoso e Desembargador André Vidal de Araújo, busca, através das plataformas digitais, desenvolver práticas pedagógicas que alcancem os estudantes das unidades escolares. Uma dessas ações foi a criação de um espaço virtual, intitulado “Conexões Filosóficas”, onde o docente disponibiliza os conteúdos trabalhados durante o “Aula em Casa”.

A página, que pode ser acessada no link https://sites.google.com/view/filosofixa/, reúne atividades, trabalhos e materiais de apoio para os alunos do Ensino Médio, além de um espaço para que os jovens possam partilhar suas reflexões e visões sobre o mundo e uma seção em que procura mostrar aos estudantes que a Filosofia está presente em todo lugar.

“Refletindo sobre todas as experiências que tive no ano passado, comecei, desde o início de 2021, a atualizar ideias e renovar meus compromissos enquanto professor de Filosofia. Assim, a criação deste site parte do princípio de reunir todas as informações, conteúdos e exercícios que estudamos e que vamos estudar durante o ano letivo”, explicou Miguel.

Mesmo com a boa aceitação do projeto, o professor explica que mecanismos como o WhatsApp, Instagram e Google Classroom permanecem como grandes aliados na relação e interação com os alunos. “Eles [os estudantes] gostaram muito. O desafio, agora, é manter o canal atualizado e trabalhar melhor a identidade visual dele, para que seja agradável em todos os sentidos, respeitando a realidade dos alunos”, destacou o professor.

Vídeos – Outra forma adotada por Miguel para atrair a atenção do estudante foi a criação de videoaulas criativas e descontraídas, norteadas por uma linguagem que muito se assemelha a dos jovens.

“É importante que os vídeos chamem a atenção e que realmente proponham reflexões, para assim manter um ritmo de produção de conteúdo e continuar proporcionando essa postura de inovar. Mostrando aos estudantes que a Filosofia não é chata e que, com a ajuda dela, eles percebam o quão importantes são para mudar a realidade deles e de todos”, finalizou Miguel.

FOTO: Eduardo Cavalcante/Seduc-AM

-publicidade-