Amazonas Notícias

Entendendo a Proclamação da República: 7 fatos cruciais

Brasília, 15 de novembro – Há 134 anos, o Brasil vivenciou um dos momentos mais significativos de sua história: a Proclamação da República. Este evento, ocorrido em 15 de novembro de 1889, não foi um acontecimento isolado, mas o resultado de diversas circunstâncias que enfraqueceram o regime monárquico no país.

Liderado pelo Marechal Deodoro da Fonseca, um militar até então monarquista e amigo do imperador, o golpe de estado marcou a transição para o regime republicano. Este movimento contou com o apoio de militares e civis insatisfeitos com a monarquia, impulsionados por descontentamentos religiosos e pela causa abolicionista.

Um marco significativo para a instauração da república foi a fundação do Partido Republicano em 1870. Segundo o professor Sergio Cavalheiro, do Colégio Marista Londrina, a motivação para tal era que o país deveria ser governado por brasileiros, já que a monarquia representava um modelo político europeu, desvinculado da realidade americana.

Entre os fatores que contribuíram para a queda da monarquia, destacam-se:

A Questão Militar: Resultante da Guerra do Paraguai, a crise econômica gerada pelos altos custos do conflito desvalorizou o soldo dos militares, que se sentiram desprestigiados e começaram a criticar o governo.

Desentendimentos Religiosos: Um impasse entre o Imperador D. Pedro II e a Igreja Católica, desencadeado pela expulsão de maçons da Igreja a mando do Papa Pio IX, foi um fator de desgaste significativo.

A Questão Abolicionista: A assinatura da Lei Áurea em 1888, libertando os escravos sem indenizar os proprietários, colocou a elite rural contra a monarquia.

Falta de um Sucessor: A ausência de um herdeiro masculino para o Imperador D. Pedro II, com receio de que um estrangeiro (o Conde D’Eu) assumisse o poder, também fragilizou a monarquia.

Baile da Ilha Fiscal: Este evento extravagante, realizado durante uma grave crise econômica, foi o estopim para a proclamação, atraindo críticas de militares e jornalistas.

Informações Desencontradas: Até pouco antes da proclamação, Deodoro da Fonseca era um monarquista. A decisão pela república ocorreu após ele se sentir traído por informações equivocadas sobre a nomeação do Conselho de Ministros.

Ato Provisório: A proclamação foi inicialmente um ato provisório, com a decisão final sobre o regime de governo do Brasil sendo deixada para um plebiscito, que só ocorreu em 1993.

A Proclamação da República é lembrada anualmente no Brasil em 15 de novembro, estabelecido como feriado nacional pelo Decreto nº 155-B de 1890, reforçado pela Lei 10.607 de 2002.

Sobre os Colégios Maristas: Presentes em 18 estados e no Distrito Federal com 63 unidades, os Colégios Maristas oferecem uma formação integral a mais de 80 mil estudantes. Integrando a tradição dos valores Maristas com a excelência acadêmica, a rede prepara crianças e jovens para os desafios contemporâneos através de propostas pedagógicas inovadoras. Parte do Marista Brasil, a rede atende mais de 97 mil pessoas em todo o país. Para mais informações, visite maristabrasil.org.

Relacioandos