Take a fresh look at your lifestyle.

Entidades empresariais apresentam proposta para reabertura gradual do comércio

-publicidade-

As sugestões serão discutidas no Comitê Estadual de Enfrentamento à Covid-19

Em reunião híbrida (virtual e presencial), nesta terça-feira (09/02), na sede do Governo, representantes de shoppings e do comércio apresentaram ao governador Wilson Lima proposta para retomada gradual das atividades do setor.

As sugestões apresentadas vão ser analisadas pelo Comitê Estadual de Enfrentamento à Covid-19, tendo como base os dados do cenário epidemiológico da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM).

O Governo do Amazonas mantém o Decreto Nº 43.377, que estabelece, com ressalvas, o período restrito de circulação de pessoas em espaços e vias públicas, em todos os municípios, das 19h às 6h, no período de 8 a 14 de fevereiro. A entrega em domicílio (delivery) de itens do comércio em geral – incluindo os estabelecimentos que funcionam nos shoppings – está autorizada a funcionar das 8h às 17h.

O governador Wilson Lima destacou que o Amazonas vem apresentando desaceleração da velocidade de transmissão e uma tendência de estabilização no número de casos novos de Covid-19.

“Estamos discutindo e analisando alternativas de flexibilização de funcionamento gradual do comércio e serviços, tendo em vista o cenário epidemiológico do estado. Entendo a importância do reaquecimento econômico em nosso estado, mas também precisamos levar em consideração as medidas para conter o avanço da doença. Nosso Comitê vai estudar as propostas dos representantes para tomada de decisão assertiva”, explicou o governador.

O presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Amazonas (FCDL-AM), Ezra Azury Benzion, destacou a importância da interlocução com o governador Wilson Lima nas tratativas do assunto.

“Trouxemos uma proposta de flexibilização gradual para o governador e entendemos que esse é um momento delicado, em que temos de medir a questão da saúde e da economia. De uma forma muito sensível, ele pegou nossa proposta para submeter ao Comitê de Enfrentamento a Covid-19. O governador é uma pessoa compreensível no cenário pelo qual o comércio está passando no Amazonas. Acreditamos, com certeza absoluta, que a tendência é que logo tudo isso passa; e nós tenhamos ganhos para toda a sociedade, inclusive pra parte econômica, que está tão sofrida para o nosso estado”.

Cenário de estabilização – O Amazonas vem apresentando uma desaceleração na taxa de transmissão da Covid-19, segundo a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM). Os dados apontam tendência de estabilidade, resultado da intensificação das medidas de prevenção e controle do novo coronavírus, previstas em decreto estadual.

A taxa de transmissão chegou a ser de 1.30, que significa que de cada 100 infectados, no intervalo de uma semana, os mesmos têm poder de transmitir para 130 pessoas. Esse número desacelerou para 1.06, o que indica uma desaceleração da velocidade de transmissão e uma tendência de estabilização no número de casos novos.

A expectativa é a redução dos casos e óbitos pela doença. O Amazonas vem apresentando queda recente na média móvel de casos, na capital e interior. Manaus teve uma desaceleração de 19%; e o interior uma desaceleração de 8%. Essa desaceleração, nos dias recentes, indica uma tendência de estabilização na curva de casos e óbitos no Amazonas.

FOTO: Diego Peres/Secom

-publicidade-