Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Entidades empresariais doam toneladas de alimentos e máscaras de proteção para hospitais

Entidades representantes da indústria, comércio e agricultura realizam hoje doação de 2,6 mil quilos de alimentos e máscaras de proteção para unidades hospitalares de Manaus que atuam na linha de frente da Covid-19. A ação que conta com a participação do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM, SESI, SENAI e IEL) ocorre ao longo do dia em zonas de toda a cidade e irá beneficiar mais de 200 famílias, além de profissionais da saúde com máscaras para uso diário.

“Mais uma vez queremos levar para o máximo de famílias possível uma forma de auxílio nesse momento tão difícil e de vulnerabilidade em meio a pandemia, que já persiste por mais de um ano de em nosso estado”, disse o presidente da FIEAM, Antonio Silva, ao ressaltar que a ideia é fazer a diferença, junto às demais entidades de classe, com ações diretas a população em diferentes zonas e localidades de Manaus.

As unidades beneficiadas foram mapeadas pelo programa Mesa Brasil, do Sesc, que lidera projeto de inclusão social baseado em ações educativas e de distribuição de alimentos. São elas: UPA José Rodrigues; os Serviços de Pronto Atendimento (SPA) da Zona Sul, Joventina Dias, Danilo Corrêa, Doutor José Lins e Chapot Prevost, localizado na Colônia Antônio Aleixo, além do Hospital da Criança da Zona Sul e a Beneficente Portuguesa.

“A gente sabe que, com a pandemia, as necessidades têm se intensificado muito, e doações como essa têm nos ajudado não só internamente com as máscaras para a equipe técnica atuar diretamente com os pacientes da covid-19, mas também pensando no entorno e nas famílias desses internados que necessitam desse auxílio, principalmente na alimentação”, disse a diretora do SPA e Policlínica Dr. José Lins, Semira Torres.

A unidade hospitalar localizada no bairro Redenção em Manaus foi o primeiro Serviço de Pronto Atendimento, na capital, atingido pela falta de oxigênio em decorrência da falta do insumo em janeiro no estado. Hoje o local, que é considerado área vermelha, por conta da realidade socioeconômica, segundo Torres, já conta com o suporte de uma usina produção de oxigênio, mas ainda necessita de um olhar social na pandemia. “Cada vez mais se torna importante esse olhar humanizado com as doações diante da situação em que ainda vivemos”.

Com profissionais da saúde acometidos com a doença e se recuperando em casa, o SPA Joventina Dias recebeu 20 cestas básicas e mais 100 máscaras de proteção para distribuir entre as famílias e funcionários. De acordo com a gerente de enfermagem, Maria Marluce Melo, as doações recebidas hoje pelas entidades da indústria e comércio serão direcionadas tanto para uso interno entre os técnicos de saúde com as máscaras, quanto entre os pacientes que passam diariamente pelo local e necessitam de doação de alimentos.

“Tivemos três meses muito agitados com pacientes acometidos para a covid e profissionais também, portanto, cada vez que chegam doações, podemos redistribuir e ajudar muitas pessoas que, mesmo recuperadas da doença, sofrem com sequelas em casa e não podem sair para realizar suas atividades diárias”, relatou ela.

Nefrologia do SUS beneficiada

Com 650kg de alimentos e mais 250 máscaras de proteção, o Hospital Beneficente Português foi também um dos agraciados com as doações das entidades de classe nessa sexta-feira. Os alimentos, segundo o administrador da unidade hospitalar, Juan Souza, serão destinados a família de baixa renda dos pacientes nefrológicos do SUS, atendidos pelo convênio da casa com o governo do estado.

“O serviço de nefrologia aqui da Beneficente tem 180 pacientes/mês que a gente atende pela rede pública SUS e essas cestas vão ser destinadas e divididas entre essas famílias”, contou ele ao agradecer a ação que reúne o Sistema FIEAM, em conjunto com o Sistema Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Amazonas (Fecomércio, Sesc e Senac), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Sistema Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Amazonas (Faea, Senar, Fundepec e Sindicatos).

-publicidade-