Take a fresh look at your lifestyle.

Equipe da DECCM prende motorista após ele descumprir medida protetiva

-publicidade-

Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher (DECCM), sob o comando da titular da unidade policial, Andrea Nascimento, prendeu na manhã de sexta-feira, dia 21, por volta das 11h, o motorista de empresa privada Kenedy Costa da Silva, 35, após ele descumprir medida protetiva em benefício da ex-companheira dele, uma cobradora de ônibus coletivo de 35 anos.

De acordo com a delegada, a prisão de Kenedy ocorreu na empresa onde ele trabalhava, localizada na Avenida Grande Circular, bairro São José Operário, zona Leste, em cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido ontem, dia 20, pela juíza Luciana da Eira Nasser, do 2° Juizado Especializado no Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher.

A autoridade policial explicou que Kenedy descumpriu, no dia 8 de outubro deste ano, medida protetiva concedida em benefício da ex-companheira dele, com quem o infrator foi casado durante nove anos e tem dois filhos, duas crianças de 6 e 10 anos. Na ocasião, ele teria ido até a casa da vítima, enquanto ela passeava com os filhos, e cortado a fiação responsável pela condução de energia elétrica ao imóvel.

“Enquanto passeava com os filhos a vítima recebeu uma ligação da mãe, informando que o infrator havia ligado e teria deixado mensagens ameaçadoras à ex-companheira. Kenedy teria afirmado que ela nunca teria paz e nem conseguiria se livrar dele. O motorista ameaçou, ainda, cortar os fios de condução de energia elétrica até a casa dela, localizada no bairro Tarumã, zona Oeste. Segundo a mãe da cobradora, ele argumentou que, mesmo que elas religassem o fornecimento de energia, ele voltaria a sabotar o serviço”, ressaltou a delegada.

Andrea Nascimento acrescentou que ao chegar em casa a vítima percebeu que os fios da rede elétrica realmente haviam sido cortados e há indícios de que Kenedy tenha cometido o ato criminoso. “O infrator já ameaçou e ofendeu a ex-companheira outras vezes. Isso demonstrou que a liberdade dele configura risco para a integridade física da mulher”, enfatizou a titular da DECCM.

Kenedy foi indiciado por ameaça e perturbação da tranquilidade. Ele também irá responder pelo descumprimento de medida protetiva concedida à ex- companheira dele. Ao término dos procedimentos cabíveis realizados no prédio da especializada, o infrator será conduzido à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irá permanecer à disposição da Justiça.

-publicidade-