As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Equipe da Depca prende mototaxista identificado como autor de estupros ocorridos em distintas áreas da capital

A Polícia Civil do Amazonas, representada pela delegada titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), Juliana Tuma, falou durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta terça-feira, dia 14, no prédio da Delegacia Geral, zona Centro-Oeste, sobre a prisão do mototaxista Marcelo Augusto Praia de Souza, 26, denunciado pelo estupro de uma adolescente de 15 anos, ocorrido no dia 16 de março deste ano, no bairro Alfredo Nascimento, zona Norte da capital.

De acordo com Juliana Tuma, Marcelo foi preso pelos policiais civis da Depca em cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido na última sexta-feira, dia 10, pela juíza da Vara Especializada em Crimes contra a Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes, Patrícia Chacon de Oliveira Loureiro. O infrator foi interceptado na tarde de ontem, dia 13, por volta das 14h30. O fato ocorreu em via pública, no bairro Jorge Teixeira, zona Leste de Manaus.

Conforme a autoridade policial, as investigações que resultaram na prisão do indivíduo iniciaram no dia seguinte ao crime, após a adolescente nos procurar para formalizar a ocorrência. Na ocasião, a vítima relatou que teria solicitado uma corrida até o Parque dos Bilhares, no bairro Chapada, zona Centro-Sul, mas que durante o percurso o infrator teria desviado o caminho e seguido para um terreno baldio, onde simulou portar uma arma de fogo e a estuprou.

“Marcelo foi para um lugar deserto e, durante a consumação do ato libidinoso, permaneceu usando o capacete para que não fosse reconhecido. Em seguida, ele ameaçou de morte a adolescente e roubou o celular dela. Chegamos até ele após rastrearmos o aparelho, vendido a uma ex-companheira dele, que nos forneceu o endereço onde o rapaz poderia estar”, explicou Tuma.

A titular da Depca ressaltou que a equipe da especializada constatou, durante consulta ao sistema de dados da polícia, que o infrator teria praticado outros três estupros e uma tentativa de estupro. “O modo de operação era sempre o mesmo. Ele escolhia vítimas na faixa etária entre 14 e 17 anos. Também tinha o costume de obrigar as adolescentes a praticar sexo oral nele antes de consumar a penetração. O capacete, mantido em todos os casos, comprovou o que já suspeitávamos. Vale ressaltar que ele atuou em distintos bairros da cidade”, disse.

Juliana Tuma afirmou que as investigações irão continuar a fim de verificar a existência de outras vítimas de estupros cometidos pelo infrator. A delegada pede que elas procurem a equipe da especializada. O prédio da Depca está situado na Rua Seis, s/nº, Conjunto Vista Bela, bairro Planalto, zona Centro-Oeste.

Marcelo foi indiciado por estupro e, ao término dos procedimentos cabíveis, ele será levado para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irá permanecer à disposição da Justiça.

você pode gostar também