Equipe de engenharia da prefeitura realizará visita técnica nas creches da Semed

A Prefeitura de Manaus realizará uma visita técnica em duas creches da Secretaria Municipal de Educação (Semed), na próxima segunda-feira, 28/6. O intuito é dar início às reformas de infraestrutura das unidades Virgínia Marília Mello de Araújo, bairro Gilberto Mestrinho, e Neide Tomaz Avelino, no Jorge Teixeira, ambas na zona Leste, que atendem crianças do maternal 1, 2 e 3, com idade de 1 a 3 anos. As vistorias serão executadas pela equipe de engenharia do órgão.

O diretor de Engenharia da Semed, Ernesto Oliveira, garantiu que todas as providências serão tomadas para assegurar uma educação de qualidade à população, de acordo com a determinação do prefeito David Almeida.

“Nós estaremos presentes junto com a empresa que realiza esse tipo de manutenção, junto com a nossa engenharia, para checar e estimar o tempo de operação dessas atividades”, informou.

A gerente de creches da Semed, Wissilene Brandão, ficou satisfeita com o retorno positivo por parte da Semed em atender as reivindicações sugeridas pelas representantes das unidades de ensino.

“A gente contou com a sensibilidade do subsecretário Carlos Antônio Guedelha, que visitou as creches municipais. Ele percebeu a necessidade de apresentar não somente os relatórios, mas as diretoras ao secretário Pauderney Avelino, e a determinação dele é de que tudo isso seja resolvido o quanto antes”, disse.

Unidades

A creche municipal Virgínia Marília Mello de Araújo, no bairro Gilberto Mestrinho, conta com 212 crianças do material 1, 2 e 3. A diretora Eriza Passos Bastos dos Santos, ficou feliz ao saber que os problemas de infraestrutura serão resolvidos.

“Na reunião a gente discutiu bastante sobre as questões de infraestrutura de nossa creche, discutimos muitas coisas, algumas foram resolvidas de forma imediata. A creche existe há oito anos e nunca passou por uma reforma, por isso estamos aguardando”, disse.

A gestora Cláudia Renata de Souza Fernandes, da creche municipal Neide Tomaz Avelino, disse que as diretoras das unidades precisavam ser ouvidas.

“A nossa grande felicidade é poder ser ouvida, bem como, os nossos problemas de infraestrutura serem vistos e resolvidos, o que é mais importante. Nós sentimos essa necessidade, esse olhar para a creche. É bom saber que os problemas serão resolvidos, o que nos deixa com uma esperança que realmente as coisas vão caminhar como devem ser”, comentou.

Texto – Paulo Rogério / Semed

Foto – Alex Pazuello / Semed