Take a fresh look at your lifestyle.

Equipe do 10° DIP prende jardineiro denunciado pelo estupro de jovem na zona Centro-Oeste da cidade

-publicidade-

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação do 10º Distrito Integrado de Polícia (DIP), prendeu na última terça-feira, dia 25, por volta das 10h, o jardineiro Lelande Ferreira Fontes, 49, conhecido como “Léo”, por roubo e estupro de uma jovem de 20 anos. O crime ocorreu na madrugada do dia 5 de outubro deste ano, por volta das 4h, na terceira etapa do bairro Alvorada, zona Centro-Oeste da cidade. Na ocasião, o filho da vítima, de um ano e cinco meses, estava no mesmo cômodo onde aconteceu a conjunção carnal.
De acordo com o delegado titular do 10° DIP, Paulo Benelli, o homem foi preso em cumprimento a mandado de prisão temporária, expedido pelo juiz do Plantão Criminal, Frank Augusto Lemos do Nascimento. Ele foi interceptado no momento em que estava na delegacia prestando esclarecimentos sobre o caso. No dia do crime a vítima estava em casa com o filho, quando ouviu alguém arrombando a porta. O infrator conseguiu entrar no quarto onde eles estavam e, em posse de uma faca, teria perguntado se ela tinha alguma televisão no cômodo.
“A jovem informou que a única televisão que ela tinha ficava na sala. Nesse momento, “Léo” teria visto o celular da vítima e ordenou que ela entregasse o aparelho celular. Após pegar o telefone, ele começou a acariciar os seios dela e exigiu que ela tirasse a roupa. O homem, já despido, consumou o estupro com o filho da vítima no mesmo cômodo”, relatou Benelli.
Conforme a autoridade policial, após o delito, ele pediu que ela se cobrisse para que ele pudesse ir embora. Assim que ele deixou o imóvel a jovem saiu da residência para pedir ajuda de vizinhos e familiares. As pessoas ainda chegaram a realizar buscas pelo local, mas não obtiveram êxito. Uma vizinha ligou para o celular roubado e o infrator, ao atender a ligação, perguntou se a vítima estava com saudades. Ele teria afirmado, ainda, que ele iria voltar na casa da vítima em outra oportunidade.
“A jovem veio até a delegacia e formalizou o crime. Durante oitiva ela informou as características do infrator. Durante as investigações conseguimos rastrear o celular dela, que estava em uma loja de venda de celulares, no município de Iranduba. Após conseguirmos o contato dele, passamos a monitora-lo e, posteriormente, solicitamos que ele viesse até a delegacia para prestar esclarecimentos”, declarou o titular do 10° DIP.
Paulo Benelli disse que Lelande, em depoimento, negou ser o autor dos crimes. Ele afirmou que teria comprado o aparelho de um homem no bairro Lírio do Vale, zona Oeste da cidade, e vendido na loja em Iranduba. Ainda na tarde de ontem, dia 26, a vítima reconheceu o infrator. Ele foi indiciado por roubo e estupro. Após a realização dos procedimentos legais, ele irá permanecer no prédio da unidade policial, onde irá aguardar a conversão da prisão temporária para preventiva.

-publicidade-