Take a fresh look at your lifestyle.

Equipe do 17º DIP prende rapaz que roubou celular em unidade de saúde durante atendimento médico

-publicidade-

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação do 17º Distrito Integrado de Polícia (DIP), sob o comando do delegado titular da unidade policial, Miguel Ribeiro, prendeu na manhã desta quinta-feira, dia 27, por volta das 8h, Kirk Douglas da Silva Lima, 25, pelo roubo do aparelho celular de uma técnica em Enfermagem que trabalha em uma unidade hospitalar no bairro Redenção, zona Centro-Oeste da cidade.

Em ato contínuo, os policiais civis chegaram até Natália Greice Feleol dos Santos, 25, interceptada pela receptação do aparelho roubado pelo infrator. De acordo com a autoridade policial, Kirk foi preso na casa onde morava, localizada na Rua Bispo de Hebron, bairro Redenção. Já Natália foi detida na residência dela, localizada naquela mesma rua.

“Na tarde de ontem, dia 26, por volta das 13h, Kirk estava em um hospital no bairro Redenção e foi até a enfermaria, pois iria ser medicado por conta de um ferimento. Na ocasião, ele viu a vítima com o celular nas mãos e, em posse de uma faca, ameaçou a técnica em Enfermagem de morte, caso ela não entregasse o celular a ele”, explicou Miguel Ribeiro.

O delegado informou que após o delito, a técnica em Enfermagem pegou as informações de Kirk na ficha de paciente e foi até a unidade policial registrar a ocorrência. Na delegacia os policiais civis constataram, durante consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), que Kirk já tinha passagem pela polícia por roubos e receptações.

“Por meio das informações na ficha de paciente, feita na unidade de saúde, chegamos até a casa dele, porém o imóvel estava fechado. Montamos campana no lugar e na manhã de hoje, dia 27, conseguimos prender o infrator. Kirk confessou a autoria do delito e disse que o celular estava em posse da vizinha dele, Natália”, explicou Ribeiro.

O titular do 17º DIP ressaltou que em depoimento Natália argumentou que não comprou o celular de Kirk, mas que ele teria afirmado que o aparelho era dele e havia deixado com o marido dela, pois pretendia vendê-lo por R$ 150.

Natália assinou Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por crime de receptação e ao término dos procedimentos cabíveis na delegacia ela foi liberada para responder pelo delito em liberdade. Kirk foi autuado por roubo majorado e após os trâmites legais foi conduzido ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá permanecer à disposição da Justiça.

-publicidade-