Take a fresh look at your lifestyle.

Equipe do 4° DIP prende homem denunciado pelo roubo de celular em escola no bairro Gilberto Mestrinho

-publicidade-

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação do 4º Distrito Integrado de Polícia (DIP), sob o comando do delegado titular da unidade policial, Ricardo Cunha, prendeu, em flagrante, na tarde de terça-feira, dia 4, por volta das 15h30, Marcelo Aguiar Andrade, 30, denunciado pelo roubo de um aparelho celular. O crime ocorreu minutos antes da prisão, nas dependências de uma escola localizada na Rua Leonora Armstrong, bairro Gilberto Mestrinho, zona Leste da cidade.
De acordo com a autoridade policial, o infrator foi interceptado pela equipe do 4° DIP nas proximidades do local onde aconteceu o delito. Segundo Ricardo Cunha, Marcelo teria invadido o colégio e exigiu, utilizando de grave ameaça, que um adolescente de 12 anos entregasse o aparelho celular que carregava. Logo em seguida a vítima, acompanhada da coordenadora da instituição de ensino, esteve na unidade policial para formalizar a ocorrência.
“A equipe do distrito policial saiu em diligência e conseguiu identificar o infrator após ouvir moradores da área. Marcelo morava em uma casa ao lado da escola. O homem foi reconhecido pela vítima e, durante depoimento na delegacia, demostrou ser uma pessoa fria e dissimulada. Ele contou que se passou por aluno para entrar no local. Outras testemunhas relataram que o viram tomando banho na piscina do colégio minutos antes do crime. O celular que ele roubou já havia sido trocado em uma “boca de fumo” por entorpecentes”, relatou o delegado.
Ricardo Cunha ressaltou que durante consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp) foi constatado que Marcelo já tinha passagem pela polícia por dois furtos, cometidos neste ano e em 2015, respectivamente. O delegado não descartou a possibilidade do infrator ter feito outras vítimas, por conta da frieza que relatou a ação criminosa. O homem foi autuado em flagrante por roubo e ao término dos procedimentos cabíveis na unidade policial foi conduzido à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irá permanecer à disposição da Justiça.

-publicidade-