As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Escola da rede estadual promove gincana para incentivar alunos

Turmas vencedoras vão ganhar rodadas de pizza e kikão, quando as aulas retornarem

A equipe docente da Escola Estadual Ruy Araújo encontrou um jeito divertido de motivar os alunos nesse período de suspensão de aulas devido ao novo coronavírus (Covid-19): gincana interdisciplinar. Com a proposta, a cada semana, os alunos têm um tema de uma das disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, Química, Física, Biologia, Geografia, História, Sociologia, Filosofia, Educação Física e precisam apresentar um trabalho em equipe.

A gestora da unidade, Francinete Serrão, diz que o público-alvo desta gincana são os 170 alunos da 3ª série do ensino médio da escola e que ocorre por etapas. “São algumas fases. Nesta primeira, eles estão fazendo uma paródia de um tema sorteado pelo professor. Na próxima, já são as atividades coletivas de turma, com outro tema sorteado”, explica.

Para a soma final serão contadas as frequências diárias e da turma, no dia de apresentar o produto final. Os concorrentes que ocuparem do primeiro ao terceiro lugar serão premiados individualmente. A escola vai, ainda, premiar as turmas que melhor pontuarem, com rodadas de kikão e pizza, quando as aulas retornarem presencialmente.

Serrão diz que os dez professores da 3ª série estão envolvidos nas atividades e isso ajudou, inclusive, na dinâmica diária dos trabalhos. “A gente está acostumado a lidar com gente e isso faz falta. Fazer uma atividade assim dá uma motivação para todos nós”, avalia.

Participação – A Revolução Russa foi o tema sorteado para a 3ª série 4 e o estudante Isaac Lopes, de 17 anos, que quer ser historiador, gostou muito do tema. “Eu acho que acrescenta muito para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e é divertido porque a gente pode trazer informação de uma maneira bem leve e nem um pouco entediante. O meu grupo ainda está tímido, mas estamos reunindo as ideias, discutindo como apresentar o tema. Eu amo a Revolução Russa e estou gostando da gincana”, conta.

Isaac diz, ainda, que mantém um cronograma do que estudar a cada mês e, assim, manter-se pronto para o ano letivo e para os vestibulares que vai prestar.

Quem também está dedicado à gincana e aos estudos é Vitor Xavier, 17. A turma dele, 3ª série 5, está produzindo uma paródia sobre Isomeria Geométrica, da disciplina de Química. “Modéstia à parte, é uma matéria muito forte na nossa turma. Quando nós trabalhamos juntos, a gente percebe nossa facilidade de aprendizado. Os nossos contatos são feitos via WhatsApp e procuramos um horário comum, para quem está em casa e quem voltou a trabalhar poder acompanhar e participar”, frisa.

Ele, que quer cursar Direito, diz que está contente com a gincana e com a possibilidade de ficar mais próximo da turma. “A gente é muito apegado um com outro e a gente se sente muito acolhido na escola. Estar longe por causa da pandemia é muito difícil e esse trabalho vem nos ajudando a interagir mais”, confessa.

Foto: Divulgação