As produções para o verão no setor de vestuário já começaram em Parintins, com as alunas do curso Modista Costureiro de Lingerie e Moda Praia da Escola SENAI Padre Francisco Luppino. As dez estudantes do curso de qualificação, que se encerra nesta sexta-feira (7), desenvolveram técnicas em modelagem e corte e costura de peças.

Nos conteúdos do curso, o aluno aprende características dos tecidos e os tipos de materiais e instrumentos específicos a serem usados em cada peça, como o modelo de agulha, máquinas, linhas e pontos. Dividido entre a parte teórica e prática, o aluno conhece e ao mesmo tempo desenvolve as peças com as técnicas e materiais disponibilizados pelo SENAI.

“Os alunos procuram o curso para se qualificar mais na área, o Modista Costureiro de Lingerie e Moda Praia exige que o aluno já venha com uma base, conhecendo um pouco sobre costura e operacionalização da máquina”, disse a Instrutora do SENAI, Maria Ivanizes Ramos.

Estar atento às tendências da moda é primordial para manter-se atualizado com o mercado, segundo a instrutora. As cores, tecidos e detalhes têm que ser acompanhados pelos alunos para o momento da construção do material. “É trabalhado com eles a importância de conhecer o novo, além da orientação na realização das peças para que sejam construídas em harmonização”, explicou ela.

Para a designer de moda Sueane Brandão, 43, o curso deu continuidade às especializações na área de vestuário pelo SENAI. A aluna buscou a qualificação em lingerie e moda praia para atuar como professora de corte e costura pelo Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam).

“O mercado me exigiu essa certificação e eu não tinha. Procurei o SENAI e estou concluindo esse curso na área de vestuário para conseguir dar aula no segmento aqui em Parintins”, contou Brandão, ao ponderar que apesar de 25 anos de experiência, em cursos como esse, sempre renova informações e realiza trocas fundamentais em sala de aula.

Costureira sob medida e com loja virtual de bolsas e carteiras em tecido e material sintético, a profissional verifica que o mercado local ainda subestima o setor. A vivência e a troca de experiências nos cursos do SENAI possibilitam a valorização do próprio trabalho.

“Quando estou estipulando um valor, considero a mão de obra, o valor do tecido e o tempo que levo para construir a peça, porque faço desde a modelagem em papel até o produto finalizado, após a prova de roupa da cliente”, disse ela.

A modelagem de peças básicas, como roupa íntima e trajes de banho, faz parte do ensino do curso no SENAI. Com estrutura especializada, Brandão destacou as ferramentas disponibilizadas ao longo do curso de forma individualizada e gratuita.

“Cada aluno usa uma máquina de costura e isso ajuda muito no desenvolvimento da aula e na parte prática de construir a peça, porque a maior dificuldade no curso de corte e costura é não ter condições de arcar com os materiais e aqui no SENAI a gente vem para aprender, e porque tudo é oferecido”, ressaltou.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) oferece o curso para iniciação na área têxtil e vestuário de forma gratuita em Parintins. A próxima turma do Modista Costureiro do Vestuário será realizada em janeiro de 2019 na Escola SENAI Padre Francisco Luppino, com matrículas abertas no dia 12 de dezembro. Outras qualificações na área podem ser cursadas no SENAI, sendo elas: Modistas de Lingerie, Moda Praia, Roupa Infantil e Roupa Social.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here