Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Escolas de 45 municípios realizam atividades de combate à violência sexual contra crianças e adolescentes

Ação é comandada na rede estadual pelas equipes psicossociais das coordenadorias regionais de Educação

Escolas estaduais de 45 municípios do interior participam, ao longo deste mês, de atividades alusivas ao 18 de maio, data em que é celebrado, nacionalmente, o Dia de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes. A ação foi comandada pelas equipes psicossociais da Secretaria de Estado de Educação e Desporto, por meio de palestras e debates virtuais, além da disponibilização de materiais didáticos a professores, pedagogos e alunos dos municípios.

Em Alvarães, distante 531 quilômetros de Manaus, participaram das atividades aproximadamente 150 gestores, pedagogos e professores de todas as três unidades de ensino do Estado, no município. São elas: Escola Estadual (EE) Fábio Lucena, EE Professor Gilberto Mestrinho e EE Professor Johannes Petrus.

A ação está sendo comandada pela equipe da psicóloga Adriane Souza Magalhães. “Estão sendo atividades bastante produtivas e educativas. Estamos nos reunindo com os integrantes das equipes escolares e disponibilizando materiais orientativos sobre o 18 de maio, pontuando sobre o que fazer para proteger nossos alunos e onde procurar ajuda ou denunciar”, afirmou a psicóloga.

Para os estudantes, além das cartilhas educativas, estão sendo repassados trabalhos escolares e outros projetos, de acordo com a faixa etária dos alunos e os níveis de ensino. Estudantes do Ensino Fundamental (Anos Iniciais), por exemplo, receberam desenhos para colorir. A ideia, segundo Adriane, é conscientizar a população de Alvarães.

“Todos nós, que fazemos parte da comunidade escolar, temos que unir forças para prevenir tais violações de direito, seguindo o princípio de prioridade absoluta do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que destaca, no seu artigo 227: ‘É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança, ao adolescente e ao jovem o direito à vida, à saúde e à liberdade, colocando-os a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração e violência’”, concluiu.

Interação – No município de Parintins, a 369 quilômetros da capital amazonense, a ação de sensibilização sobre o 18 de maio está sendo desenvolvida pela equipe da psicóloga Edcléa Cardoso e das assistentes sociais Lourdes Ferreira e Marineide Rocha. Durante este mês, a Coordenadoria Regional de Educação (CRE) da cidade, juntamente à Rede de Proteção do município, tem intensificado as atividades de combate e enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes.

Ao todo, aproximadamente 500 profissionais das 20 escolas estaduais de Parintins estão envolvidos na campanha, que, neste ano, ganhou o tema “A pandemia ainda não acabou, então: defenda, proteja e faça bonito!”. “Toda a equipe escolar do município se mobilizou e tem ajudado bastante. Não estamos apenas compartilhando conteúdos, mas levando o aluno a interagir e refletir sobre a temática”, frisou Lourdes.

Além de publicações nas redes sociais, entrevistas nas rádios e participação na Sessão Especial, na Câmara de Vereadores de Parintins, a equipe da CRE de Parintins também tem trabalhado com os estudantes por meio de vídeos e cartilhas educativas.

“As unidades escolares ficaram livres para pesquisar e trabalhar conteúdos específicos sobre a data, de acordo com a faixa etária dos estudantes. Os [alunos] mais novos, por exemplo, têm feito vídeos com fantoches, de forma simples. O importante é trabalhar o tema”, destacou a assistente social.

Municípios – Além de Alvarães e Parintins, realizam atividades alusivas ao 18 de maio também Envira, Nova Olinda do Norte, Eirunepé, Novo Airão, Anamã, Fonte Boa, Novo Aripuanã, Guajará, Humaitá, Ipixuna, Presidente Figueiredo, Autazes, Iranduba, Barcelos, Itacoatiara, Barreirinha, Santo Antônio do Içá, Benjamin Constant, Itapiranga, São Gabriel da Cachoeira, Beruri, Japurá, Boa Vista do Ramos, Jutaí, São Sebastião do Uatumã, Boca do Acre, Juruá, Borba, Lábrea, Tabatinga, Caapiranga, Manacapuru, Tapauá, Manaquiri, Tefé, Carauari, Careiro, Manicoré, Careiro da Várzea, Maués, Urucurituba, Coari, Urucará e Nhamundá.

FOTO: Divulgação/Seduc-AM

-publicidade-