As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Escolas de São Gabriel da Cachoeira recebem ações de combate ao abuso e exploração sexual de jovens e crianças

Atividades fazem parte da ação integrada “Cuidar e Proteger São Nosso Dever”, uma parceria da Seduc-AM, Sejusc e Seas

Escolas da rede pública do município de São Gabriel da Cachoeira, localizado a 852 quilômetros de Manaus, realizaram na última terça-feira (21/05), atividades em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, celebrado em 18 de maio.

A iniciativa faz parte da ação integrada “Cuidar e Proteger São Nosso Dever”, uma parceria das secretarias de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc-AM), de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) e Estadual de Assistência Social (Seas).

Na ocasião, as unidades de ensino E.E. Dom Bosco e E.E. Irmã Inês Penha receberam para palestras e dinâmicas ministradas pela pedagoga e coordenadora adjunta pedagógica, Maria Suely de Andrade Ambrósio, e pela psicóloga Maria Aparecida Marques Fernandes. O trabalho teve como foco os alunos dos 4º, 5º, 6º e 9º anos da escola.

“As atividades foram diferenciadas, de acordo com a faixa etária dos estudantes, porém todas tiveram o mesmo objetivo: ampliar a discussão e fortalecer a rede de proteção e cuidado entre nossos estudantes”, afirmou Maria Suely.

Além de explicar aos alunos a definição de abuso e exploração sexual, as atividades e dinâmicas indicaram, também, a quem recorrer e onde denunciar as ocorrências. “Ações desse tipo sempre são bastante produtivas. Depois da palestra, os estudantes já começam a procurar a psicóloga para relatar algumas situações de abuso”, completou a coordenadora adjunta pedagógica.

Junto às atividades, foram distribuídos aos alunos, ainda, panfletos sobre o assunto. “Nos folhetos, há uma explicação bem didática sobre esses crimes, junto com algumas instituições que devem ser procuradas pelas vítimas, como o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e o Conselho Tutelar, por exemplo”, finalizou a coordenadora.

Importância – De acordo com Maria Suely, atividades que visam combater o abuso e a exploração sexual de jovens e crianças devem acontecer durante todo o ano, e não somente em alusão a 18 de maio. “São ações viáveis e favoráveis. Não podemos realizá-las apenas agora, pois sabemos que é um trabalho constante e, infelizmente, muitas pessoas vivem essa realidade diariamente”, ressaltou a pedagoga.

“Sabemos que é um assunto muito delicado e que causa muito medo na sociedade pois, muitas vezes, há ameaças por parte dos próprios familiares. Mas nós, como educadores, precisamos combater esses crimes. É nosso trabalho”, finalizou Maria Suely.

Parceria – Na última sexta-feira (17/05), São Gabriel da Cachoeira já havia recebido algumas ações de combate ao abuso e à exploração sexual de jovens e crianças – desta vez, realizadas pela Prefeitura do município. “Foi uma ação pública, na qual muita gente participou e discursou. Houve, também, a distribuição de mais panfletos”, acrescentou a coordenadora adjunta pedagógica.

Sobre a ação integrada – A Seduc-AM – em parceria com Sejusc e Seas – lançaram no último dia 14 de maio uma ação integrada de prevenção e enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes. Intitulada “Cuidar e Proteger São Nosso Dever”, a iniciativa tem como objetivo intensificar atividades preventivas e formativas para toda a sociedade, por meio das escolas da rede pública do estado.

Durante os próximos meses, unidades de ensino do Amazonas receberão palestras e oficinas ministradas por equipes das três secretarias envolvidas, com profissionais de Psicologia, Serviço Social e Pedagogia.

FOTO: Divulgação

você pode gostar também