Take a fresh look at your lifestyle.

Escondidos em caminhões, policiais invadem Viver Melhor e prendem traficantes

-publicidade-

Nesta segunda-feira (5), a Polícia Civil realizou coletiva de imprensa para falar sobre o resultado da mega operação realizada no Conjunto Viver Melhor, na Zona Norte de Manaus, no último sábado (3). O objetivo era prender os suspeitos de decapitar um homem em dezembro, por coordenar o tráfico de drogas  no local, promover orgias sexuais com jovens envolvidas na facção e ordenar execuções.

Os policiais cumpriram 22 mandados de busca e apreensão e prisão. Desses mandados, dois não foram cumpridos porque dois dos suspeitos já estão mortos. De acordo com o delegado da homicídios, Juan Valério, oito pessoas foram presas, sendo que duas delas são menores de idade e dois são detentos do sistema penitenciário do Amazonas que lidera o crime no conjunto.

Três foragidos do regime semiaberto do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) também foram recuperados. A operação Keres foi realizada na segunda etapa de um conjunto habitacional situado no bairro Lago Azul.

 

O principal suspeito envolvido nos crimes já estavam presos. Segundo Juan Valério, apesar de preso, o traficante “Plenitude” coordenava o tráfico e ordenava as execuções com apoio do seu braço direito “Bola”- que foi preso na semana passada por expulsar moradores para difundir o crime no bairro.

“O bairro estava tomado por facções. Devido a quantidade de olheiros e do domínio do tráfico, tivemos que utilizar a técnica do ‘Cavalo de Troia’ – onde 80 policiais em dois caminhões foram colocados dentro da comunidade e fizemos a invasão no momento mais vulnerável dos traficantes. Houve corre-corre e muitos descartaram celulares com informações sobre o esquema do crime no local e nós vamos apurar tudo sobre essa facção que domina o tráfico no local”, relatou Valério.

-publicidade-