Estelionatário que aplicou golpe em idosa é preso em Manaus pelas polícias do Amazonas e de Goiás

Vítima teve um prejuízo de R$ 5,5 mil

O 19° Distrito Integrado de Polícia (DIP), juntamente com a Polícia Civil de Goiás (PC-GO), por meio do Grupo de Repressão a Estelionato e Outras Fraudes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Gref/Deic), prendeu, na tarde de quinta-feira (24/06), por volta das 17h, Victor Hugo Santos, de 24 anos, por estelionato mediante fraude eletrônica e associação criminosa. A vítima é uma idosa de 70 anos, residente em Manaus, que teve um prejuízo de R$ 5,5 mil. O infrator mora no estado de Goiás.

De acordo com a delegada Deborah Barreiros, titular do 19° Distrito Integrado de Polícia (DIP), na ocasião do crime, que ocorreu na terça-feira (22/06), Victor, utilizando a fotografia do filho da vítima, enviou mensagens via aplicativo de mensagens instantâneas a ela, solicitando depósito de R$ 5,5 mil.

“Por não dispor de dinheiro naquele momento, a idosa recorreu a duas outras filhas, que transferiram o dinheiro para o infrator, atendendo ao pedido feito pela mãe. Apenas na quarta-feira (23/06), ao conversar com o verdadeiro filho, a idosa percebeu que havia caído em um golpe”, explicou Barreiros.

Após o registro da ocorrência, tomada de declaração e entrega dos comprovantes de transferência, as equipes de investigação do 19° DIP, entraram em contato com o Gref/Deic de Goiás, que logo partiram no intuito de identificar e localizar Victor. Ele foi encontrado em um residencial na cidade de Goiânia.

Ainda conforme a autoridade policial, durante as investigações, descobriu-se que o indivíduo já praticava, pelo menos, dois outros crimes envolvendo golpes de estelionato por meio virtual, sempre com vítimas em outros estados brasileiros.

Procedimentos – Victor foi autuado por estelionato mediante fraude eletrônica e associação criminosa. Ele foi recolhido ao presídio daquele estado e encontra-se à disposição da Justiça. As investigações continuam para identificar outros indivíduos que tenham sido beneficiados no esquema criminoso.

FOTO: Divulgação/PC-AM