Take a fresh look at your lifestyle.

Estelionatário que fez vítimas por meio de aplicativo de vendas on-line é preso

-publicidade-

O Distrito Integrado de Polícia (DIP) prendeu neste domingo (20/12), por volta das 20h, Raimundo Nonato Figueiredo de Lima, 44 anos, em cumprimento a mandado de prisão preventiva pelo crime de estelionato praticado contra, pelo menos, dez pessoas. A prisão ocorreu na avenida Tenente Roxana Bonessi, bairro Cidade Nova, zona norte da capital.

Durante coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira (21/12), às 11h15, o delegado Torquato Mozer, titular do 30º DIP, informou que o homem utilizava um aplicativo de vendas on-line para contratar serviços para eventos festivos. Ele encomendava uma quantidade pequena de itens e pagava o valor à vista.

 

Porém, retornava com o vendedor e pedia mais itens, em alguns casos, todo o estoque. Como o indivíduo já havia pago a primeira remessa do pedido, os fornecedores alugavam maiores quantidades dos itens solicitados.

 

Conforme o titular, após conseguir os objetos, Raimundo além de não devolver e não pagar o valor acertado, vendia os itens (mesas e cadeiras) para terceiros. Ele também aplicava o golpe em municípios do Amazonas. Até o momento, foram identificadas cerca de dez vítimas, mas o trabalho policial está em andamento, é possível que o número seja maior.

 

“As investigações em torno do caso iniciaram cerca de um mês após Boletins de Ocorrência (BOs) serem registrados pelas vítimas que, no relato, informaram o modus operandi parecido nos golpes. A partir daí, os trabalhos policiais iniciaram para colher depoimentos, quando foi confirmado que se tratava do mesmo homem que praticava os golpes”, destacou a autoridade.

Segundo Mozer, o mandado de prisão preventiva contra Raimundo foi expedido no dia 18 de dezembro deste ano, pela juíza Eline Paixão e Silva Gurgel do Amaral Pinto, da Central de Inquéritos.

 

Procedimentos – Raimundo foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva pelo crime de estelionato. Após os procedimentos cabíveis na Distrital, ele será encaminhado para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficará à disposição da Justiça.

 

FOTO: Alailson Santos/PC-AM

 

VÍDEO: Delegado Torquato Mozer, titular do 30º DIP

-publicidade-