Amazonas Notícias
Amazonas Notícias

Equipe representará a Universidade do Estado do Amazonas na 21ª Competição Baja SAE BRASIL-PETROBRAS, de 5 a 8 de março
O interesse em desenvolver um grande projeto dentro da instituição de ensino e mergulhar na área automobilística motivou 20 estudantes da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) a construírem um veículo off-road, para disputar a Competição Baja SAE BRASIL–PETROBRAS. Na 21ª edição, a competição reunirá 76 carros, projetados por mais de 1,2 mil estudantes de engenharia, de 70 instituições de ensino superior do Brasil (16 Estados e Distrito Federal) e dos Estados Unidos.

A competição será realizada entre os dias 5 e 8 de março, no Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo (ECPA), em Piracicaba, São Paulo. As três instituições que alcançarem as melhores pontuações na soma geral de todas as provas poderão representar o Brasil na competição Baja SAE Maryland, que será realizada entre os dias 7 e 10 de maio, na cidade de Baltimore, Maryland, nos Estados Unidos. O Brasil já venceu cinco vezes a competição realizada pela SAE International.

Os universitários amazonenses compõem a equipe Baja UEA, única da região Norte na competição. Estreante, a equipe investiu bastante no carro. Na construção do chassi, os alunos usaram dispositivos de fixação e gabaritos nos tubos do próprio chassi. “Um sistema barato e simples, que fabricamos antes de iniciar a construção do chassi”, diz Flávio Gabriel da Rocha, estudante do 9º período de Engenharia Mecânica, capitão da equipe.

Na suspensão traseira do carro, os estudantes desenvolveram alavancas de auxílio ligadas entre o chassi e o braço interior, que multiplicam a força aplicada no amortecedor. “Para as provas de suspension and traction e o enduro de resistência, priorizamos o desempenho da frenagem e da retomada para uma rápida resposta do veículo”, conta o capitão da equipe, que também priorizou o desempenho em curvas ao desenvolver a própria suspensão e a direção do veículo.

Para Rocha, o aprendizado é o grande legado da competição, na qual espera representar bem a UEA e o Amazonas. “É muito difícil implantar esse tipo de projeto numa universidade e, principalmente, num Estado com muito pouco acesso a matérias-primas e produtos correlatos”, comenta o capitão da equipe que desde 2011 tenta viabilizar o projeto off-road na instituição.

Carros – Os veículos Baja SAE são protótipos de estrutura tubular em aço, monopostos, para uso fora de estrada, com quatro ou mais rodas e motor padrão de 10 HP, que devem ser capazes de transportar pilotos com até 1,90 m de altura, pesando até 113,4 kg. Os sistemas de suspensão, transmissão e freios, assim como o próprio chassi, são projetados e construídos pelas equipes, que têm, ainda, a tarefa de buscar patrocínio para viabilizar o projeto.

“Desenvolver nos futuros engenheiros as principais capacidades requeridas pelo mercado, como liderança, trabalho em equipe e gestão de projetos, é o grande objetivo dos programas estudantis da SAE BRASIL”, ressalta o engenheiro Frank Sowade, presidente da SAE BRASIL.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here