As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Evento vai reunir artes plásticas, dança e música em escola estadual

Escola Estadual Maria da Luz Calderaro realiza primeira edição do projeto “Expoarte na Escola”, no dia 9 de agosto; preparação dos alunos contou com oficina do artista plástico Paulo Lino

Uma oficina com o artista plástico Paulo Lino marcou a preparação dos alunos da Escola Estadual Maria da Luz Calderaro, localizada no bairro Redenção, zona centro-oeste de Manaus, para a primeira edição do projeto “Expoarte na Escola”. O evento, agendado para acontecer no dia 9 de agosto, nos turnos matutino e vespertino, consiste num minifestival e contará com exposição artística e apresentações de dança, música e poesia, realizadas por estudantes do Ensino Médio da instituição de ensino.

A atividade foi idealizada pela professora de História da Arte, Socorro Lino, após bate-papo com os alunos. “Trabalho há três anos na escola e reparei que faltava um projeto voltado especificamente para os estudantes que gostam de desenhar. Os próprios alunos pediam algo direcionado para eles, e me sensibilizei”, contou a educadora.

A preparação para o “Expoarte na Escola” começou há alguns meses e teve como um dos seus ápices a oficina de Arte Moderna ministrada por Paulo Lino, no dia 12 de julho. Na ocasião, o artista plástico proporcionou um breve passeio pela História da Arte no mundo, desde a Pré-História até os dias contemporâneos. “Ele [o Paulo] chegou a ensinar os estudantes a desenharem na própria lousa”, lembrou Socorro.

Ao todo, 55 obras de arte serão expostas na atividade. O restante da agenda do projeto irá abranger por apresentações de dança, música e poesia – recicladas de outros festivais da escola estadual. “Será uma sexta-feira artística, um grande sarau. São mais 11 turmas e mais de 300 alunos envolvidos”, completou a professora de História da Arte.

Novos artistas – O “Expoarte na Escola” tem como objetivo desenvolver a percepção visual do estudante diante do mundo e da arte, ampliando as possibilidades reflexivas na construção de um olhar crítico. “Você só é humano por meio da sensibilidade artística, isso que nos diferencia dos animais irracionais. Quem sabe não descobrimos um artista plástico, fotógrafo ou roteirista de cinema? Todos nós temos esse potencial, só falta explorá-lo”, destacou Socorro.

A primeira edição do projeto servirá como laboratório para a professora. A intenção é transformá-lo num evento anual, na Escola Estadual Maria da Luz Calderaro. “Certeza que vamos aprender bastante com esse primeiro ‘Expoarte’, e os erros que poderão surgir servirão de combustível para trabalharmos mais e mais. Queremos transformar o mundo a partir da ótica da arte”, finalizou a educadora.

FOTO: Divulgação

você pode gostar também