© AFP 2018/ Nelson Almeida

O ex-ministro da Fazenda do governo de Dilma Rousseff, Joaquim Levy, aceitou o convite para ser presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) durante o governo Bolsonaro. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (12) pela assessoria do futuro ministro da Fazenda, Paulo Guedes.

Atualmente, Levy ocupa o cargo de diretor do Banco Mundial, em Washington, nos Estados Unidos. O ex-ministro também participou do governo Lula, como secretário do Tesouro Nacional.

À frente do Ministério da Fazenda, Joaquim Levy atuou para tentar diminuir os rombos nas contas públicas. Ele foi o responsável pela mudança na regra de acesso ao seguro-desemprego. O tempo trabalhado para se conseguir o benefício mudou de seis para 12 meses.

Levy saiu do Ministério da Fazenda após desentendimentos com o então ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, que viria a substituí-lo no cargo.

Reportagem, Thiago Marcolini

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here