Take a fresh look at your lifestyle.

Exoneração do Superintendente da Pesca no Amazonas pelo Ministro da Pesca Elder Barbalho

-publicidade-

O ministro da Pesca, Elder Barbalho, acaba de exonerar o superintendente da Pesca no Amazonas, Raimundo Nonato, o “Nato”. A informação foi dada pelo presidente da Federação dos Pescadores do Estado do Amazonas, Walzenir Falcão, agora à pouco ao portal. O ministro atendeu ao pedido das colônias de pescadores do Amazonas, insatisfeitos com a atuação da autarquia no estado.

As críticas contra Raimundo Nonato eram muitas e graves, inclusive há suspeita de distribuição de carteiras de pescadores para quem não atua na área. A Federação já pediu investigação para apurar a denúncia.

Entre as reclamações dos pescadores artesanais ligados às Colônias de Pescadores dos diversos municípios do Amazonas, está a de que o superintendente passou a desprezar os pescadores ligados as colônias de Pescadores e a priorizar os pescadores ligados ao recente Sindicato dos Pescadores e as associações.

“Conversamos com o Ministro da Pesca, mostramos que a Superintendência da Pesca no Amazonas não estava atuando pela categoria e o ministro nos atendeu e exonerou toda a diretoria”, disse o presidente da Fepesca, Walzenir Falcão.

O presidente da Fepesca está em Brasília e há pelo menos um mês vem se reunindo com o Ministro da Pesca no Distrito Federal, acompanhado do presidente da Confederação Nacional dos Pescadores , Abraão Lincohn.

Ao tomarem conhecimento da exoneração de Nato, os pescadores da Colônia Z-12 de Manaus, comemoraram a saída do superintendente. Na administração do agora ex-superintendente, os urubus dividiam os espaços do terminal pesqueiro com a população.

Agora a Fepesca deve atuar para brecar e por fim a criação dos sindicatos e associações de pescadores espalhadas pelo interior um ano antes das eleições. Os sindicatos foram criados com o apoio do ex-superintendente do Trabalho no Amazonas, Dermilson Chagas, hoje deputado estadual e pelo deputado federal Silas Câmara.

A nova diretoria da Superintendência deverá ser indicada com o aval da Federação dos Pescadores, das Colônias de Pescadores do Estado do Amazonas e da Federação Nacional. O nome já foi indicado, mas Walzenir só deverá divulgar na próxima quinta-feira, quando retorna a Manaus.

Para Walzenir Falcão, sindicatos e associações não são representantes legítimos dos pescadores, mas tão somente as Colônias de Pescadores.

-publicidade-