Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Falhas constantes podem prejudicar clientes da Caixa, destaca programador

Bendev Junior é um programador especialista em desenvolvimento web. Ele lamenta que os sistemas de um banco tão grande e renomado como a Caixa Econômica Federal esteja tão vulnerável a falhas e ao ataque de criminosos. Ele conta os principais bugs que clientes dessa instituição tiveram que enfrentar recentemente e mostra sua indignação ao ver que a solução parece longe de ser encontrada.

Nos últimos dias, clientes da Caixa Econômica Federal passaram por diversos problemas de instabilidade dos serviços digitais do banco. Nas redes sociais, alguns relataram que o site da instituição não estava acessível, enquanto outros contaram a dificuldade para abrir os conteúdos disponíveis no aplicativo.

Ao tentar entrar no site ou app, os clientes encontraram na tela erros como “VS-STI”, “VS-OUT”, “VU-OUT”, erro “timed out” e “5x”. Em depoimento ao site TechTudo, o banco declarou que “A CAIXA informa que o serviço de Internet Banking encontra-se operacional tanto para o acesso via computador quanto via celular”.

Por outro lado, o programador Bendev Junior lembra que, no ano passado, “vários dados de clientes foram roubados daqueles que instalaram o aplicativo ‘Caixa Tem’. Além dos dados usurpados, houve casos de quem teve desviado o dinheiro disponível da conta do FGTS”.

O próprio programador foi vítima de um destes golpes: “Levando em conta que eu não poderia receber o auxílio emergencial, pois meu perfil não encaixava nos requisitos, os invasores conseguiram criar uma conta em meu nome e logo sacaram este dinheiro”, lamenta. Diante dessa situação, ele avalia que o “aplicativo da Caixa não só se destaca negativamente pela falta de segurança, mas também por trazer a experiência de demora do atendimento para o meio digital”, conta.

“Imagine que os bancos estão vindo para o mundo digital em busca de melhoras para o público, sendo que a principal delas e tão esperada pelo público é acelerar o atendimento. Mas, o que aconteceu com este aplicativo? Justamente o contrário: Existem filas nesses aplicativos, ou seja, a pessoa precisa entrar e esperar um certo tempo para fazer o cadastro”, queixa-se o programador.

Do ponto de vista técnico, Bendev Júnior conta que o programa tem outras falhas: “A engenharia e o desenvolvimento por trás de tudo isso não são profissionais, como o esperado de um banco deste porte”. A prova disso pode ser vista em pesquisas no Google, ele destaca: “Procure por termos como ‘Caixa fora do ar’, ‘golpe Caixa tem’, e voce verá a quantidade de postagens de clientes insatisfeitos com a instabilidade e insegurança dos sistemas oferecidos pelo banco”, completa o programador.

Mas, o que será que causa tantas falhas? Para Bendev, só há duas razões: “Ou é falta de preocupação com as pessoas de baixa (o que se diz ser o público-alvo do aplicativo), ou é simplesmente falta de profissionais qualificados na área para lidar com isso”.

Seja qual for a razão, Bendev apenas alerta: “Fique de olho se você não foi vítima de algum destes furtos. Enquanto isso, esperamos que os responsáveis da Caixa tomem ciência do que está acontecendo e passe a olhar para os clientes com outros olhares. Como desenvolvedor de tecnologia já trabalhei com bancos e corretoras, e ver uma instituição do tamanho e de nome como a Caixa lidar com essa falta de profissionalismo é algo que me preocupa muito”, finaliza.

-publicidade-