Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Família Freitas – ‘Cine Sem Sair de Casa” apresenta curtas-metragens

Pai e filho cineastas destaque no “Cine Sem Sair de Casa” deste sábado (27/3), às 19h, com exibição no Facebook da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (@culturadoam). O projeto, que continua a proposta de apresentar cineastas amazonenses, vai apresentar os filmes de Moacy e Jairo Freitas.

Serão exibidos três curtas-metragens: “A Fila”, dirigido e protagonizado por Jairo, “Se Não…” dirigido e protagonizado por Moacy, e “Amor ao Próximo”, também de Jairo. Apesar de diretores de seus filmes, Moacy e seus filhos, Jairo e Alice, participam de todas as obras, sejam como atores ou por trás das câmeras, na equipe técnica.

As obras apresentam temáticas como a importância da doação de órgãos e passam também pelo universo infantil, em uma obra sobre a lenda do “Homem do Saco”.

Sobre os cineastas – Moacy Freitas atua como diretor, roteirista, cenógrafo e ator. Já produziu cinco filmes para o Festival Um Amazonas, que são “Podres Poderes”, “Prezepopéias de dona Cléa”, ”Legado Hereditário”, “Armadilhas da Vida” e “Maldito Frango”. Também participou do concurso de roteiros para o Amazon Film Festival com o curta “Se Não…”, projeto contemplado pelo Programa de Apoio às Artes do Amazonas (PROARTE).

Jairo Freitas também é diretor, ator, além de produtor. Começou a utilizar o cinema como um veículo de campanha em prol da doação de órgãos. Em 2013, lançou o filme “A Fila”, que mostra um paciente, protagonizado pelo próprio Jairo, na fila para um transplante de fígado. O roteiro foi baseado em sua história de vida. Em 2015, Jairo dirigiu “Amor ao Próximo”, que é também voltado ao tema sobre doação de órgãos.

Cine Sem Sair de Casa’ – Com início em 2020, o projeto “Cine Sem Sair de Casa” disponibiliza um catálogo de mais de 20 filmes no Facebook da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (@culturadoam), roteirizados e dirigidos por Sérgio Cardoso, que juntos acumulam mais de 11 mil visualizações. Entre os destaques estão documentários sobre os artistas Óscar Ramos, Roberto Evangelista, Joaquim Marinho, Jair Jacqmont, Hahnemann Bacelar, personalidades do esporte como Carlos Zamith, e lendas do teatro amazonense como Luiz Vitalli e Selma Bustamante.

Neste ano, em nova temporada, que teve início no dia 30 de janeiro, já foram exibidos os documentários “Edney Azancoth – Memórias de Actor Amazonense”, “Ventríloquo Oscarino e seu boneco Peteleco”, “Jandr Reis – Abstração da Flora Amazônica”, “O Inesquecível Mário Jorge Bittencourt” e “Pepeta – Coração de Campeão”

No mês de março, o projeto iniciou a exibição de mostras de cineastas amazonenses e já apresentou obras de Anderson Mendes, Erismar Fernandes e Dina Silva.

‘Cultura Sem Sair de Casa’ – Iniciativa do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, o “Cultura Sem Sair de Casa” disponibiliza diversas atividades, tais como Gincana do Livro; documentários; cursos completos de Teclado, Violão, Desenho; e até espetáculos direto do palco do Teatro Amazonas.

São oferecidas aulas virtuais por meio do projeto “Praticarte”, com professores do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro; performances dos Corpos Artísticos; além de exposições, visitas virtuais e muito mais.

A Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa está no YouTube, Instagram, Facebook e Twitter (@culturadoam) e no aplicativo Cultura.AM.

FOTO: Divulgação

-publicidade-