Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Fapeam apresenta ações para mulheres e meninas no Café com Ciência da SBC

As ações do Governo do Estado, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), para incentivar uma maior participação de mulheres e meninas na ciência, foram apresentadas nesta quinta-feira (22/04), de forma remota, durante o “Café com Ciência – Episódio 2 – Girls Just Wanna Have FUNding”.

O evento promovido pelo Programa Meninas Digitais da Sociedade Brasileira de Computação (SBC) marca o Dia Internacional de Meninas em Tecnologia de Comunicação e Informação (TIC), celebrado hoje, e discutiu a importância de políticas e iniciativas públicas e privadas para promover a presença de mais mulheres na ciência.

Participaram do evento, a diretora-presidente da Fapeam, Márcia Perales; a professora da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e integrante do Comitê do Programa Meninas Digitais, Fabíola Nakamura (mediadora); e a diretora de Engenharias, Ciências Exatas, Humanas e Sociais do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Adriana Maria Tonini.

Na oportunidade, a diretora-presidente da Fapeam, Márcia Perales, destacou que, desde o ano de 2020, a Fundação adotou em seu calendário de atividades o Movimento Mulheres e Meninas na Ciência, com o intuito de contribuir para a diversidade na pesquisa. Nessa ação, foram realizadas atividades de popularização da ciência em feira livre e escolas de Manaus, com objetivo de divulgar pesquisas desenvolvidas por cientistas, salientando o importante papel da ciência no cotidiano das pessoas.

Neste ano, as ações da Fapeam foram ampliadas e o Movimento Mulheres e Meninas na Ciência recebeu novos impulsos, dessa vez com o lançamento de programas inéditos para apoiar projetos desenvolvidos por mulheres no interior e na capital, alinhados ao Plano Plurianual do Amazonas (PPA 2020-2023).

“Com investimento de R$ R$7.514.304,00, o Governo do Amazonas, por meio da Fapeam, lançou o Programa Amazônidas – Mulheres e Meninas na Ciência, que visa à ampliação da participação feminina na liderança de projetos de pesquisa e no desenvolvimento de processos ou produtos inovadores, em áreas estratégicas para o desenvolvimento econômico e socioambiental no Estado; e o Programa Fapeam: Mulheres na Ciência, específico para o interior do Amazonas, com intuito de encorajar a participação de mulheres no sistema local de CT&I e reduzir o desequilíbrio de gêneros entre coordenadores de projetos de pesquisa, nas áreas de Ciências Exatas e da Terra, Engenharias e Ciências Agrárias”, disse Márcia Perales.

Outra iniciativa mencionada foi o Programa de Apoio à Popularização da Ciência, Tecnologia e Inovação (POP CT&I) e o Programa de Apoio à Realização de Eventos Científicos e Tecnológicos no Estado do Amazonas (Parev), que dentre seus critérios têm pontuação diferenciada para propostas de eventos que possuem estrutura para receber crianças, como ludotecas, brinquedotecas, dentre outras, que busca contribuir para a participação de mães cientistas em eventos científicos.

A Fapeam também promoveu a Premiação Mulheres e Meninas na Ciência do Programa Ciência na Escola (PCE). A ação pioneira foi voltada para valorizar projetos desenvolvidos por professoras e alunas, da educação básica de escolas estaduais do Amazonas e municipais de Manaus. A Fundação também realizou webinars com a participação de pesquisadoras de instituições de ensino e pesquisa do Amazonas.

Programa Meninas Digitais – O Programa Meninas Digitais tem como objetivo divulgar a área de Computação e suas tecnologias para despertar o interesse de meninas estudantes do ensino médio (nas suas diversas modalidades) e dos anos finais do ensino fundamental, para que estas conheçam melhor a área e sintam-se motivadas em seguir uma carreira em Computação

FOTO: Érico Xavier/Fapeam

-publicidade-