Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

FAS tem demonstrações financeiras aprovadas sem ressalvas em auditoria

As demonstrações financeiras da Fundação Amazônia Sustentável (FAS) foram aprovadas sem ressalvas em auditoria independente realizada pela Pricewaterhouse Coopers Brasil Ltda, ou PwC Brasil, uma das mais renomadas do mundo. É a 26ª auditoria consecutiva que a instituição passa desde a sua criação, há 13 anos, e demonstra o compromisso pela máxima transparência na gestão e prestação de contas nos serviços realizados pela FAS na Amazônia.

O superintendente administrativo financeiro da FAS, Luiz Villares, ressalta que, em todas as auditorias, a organização teve parecer favorável e sem ressalvas. “As auditorias são semestrais, realizadas duas vezes ao ano. Os aspectos avaliados são a veracidade e a fundamentação de todos os valores informados nas demonstrações financeiras. Além disso, há notas explicativas com informações sobre todos os itens relevantes de valores da Fundação, de fundo financeiro até investimentos. Tudo perfeitamente verificado. Todas as auditorias pelas quais passamos tiveram parecer limpo dos auditores”, afirma.

A Fundação Amazônia Sustentável é uma organização da sociedade civil, fundada em 2008, que contribui para a conservação ambiental da Amazônia por meio da valorização da floresta em pé e sua biodiversidade, e da melhoria da qualidade de vida das comunidades ribeirinhas. Atua por meio de projetos ambientais, sociais e econômicos em 16 áreas protegidas do Amazonas, beneficiando mais de 41,8 mil pessoas em 647 comunidades ribeirinhas e aldeias indígenas.

Em 2020, a FAS criou a iniciativa “Aliança dos povos indígenas e populações tradicionais e organizações parceiras do Amazonas para o enfrentamento do coronavírus”, que desenvolve ações para diminuir os impactos da pandemia no Amazonas, principalmente no interior. A força-tarefa formada por empresas, instituições, prefeituras, governo e embaixadas, garantiu mais de R$ 43 milhões em recursos financeiros, materiais e equipamentos, parte sendo considerado para o exercício de 2021, representando um aumento de receita para a FAS.

“Tivemos uma diversificação de fontes de receita por causa da Aliança Covid Amazonas. Foram várias doações, inclusive de pessoas físicas, de diversas plataformas. Isso representou uma movimentação financeira mais complexa para nossa equipe administrativa e contábil, mas seguimos realizando um trabalho sério e transparente, conseguindo demonstrar perfeitamente esses valores para serem rigorosamente auditados e aprovados”, declara o superintendente financeiro.

A seriedade e o cuidado são apontados como os fatores que contribuem para mais uma aprovação da FAS em auditoria. “Eu atribuo o resultado ao cuidado administrativo da gestão financeira, de todos os controles, normas e procedimentos. Temos bastante rigor, por isso ficamos tranquilos diante da auditoria, já que trabalhamos com uma contínua seriedade no tratamento dos recursos da forma correta”, diz Luiz Villares.

Para o superintendente, a aprovação da PwC Brasil gera mais credibilidade da FAS junto à sociedade e aos públicos que atende. “Passar por uma auditoria é um pilar fundamental da nossa credibilidade e, assim, estamos fazendo há 13 anos com 26 auditorias, todas sem ressalvas”, finaliza.

Os relatórios das auditorias e mais informações sobre a política de gestão e transparência da FAS podem ser acessados através do link: https://fas-amazonia.org/transparencia.

-publicidade-