FCecon realiza exposição fotográfica em homenagem ao Dia do Médico

A Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Saúde (Susam), realiza nesta sexta-feira (19/10) , às 19h, a exposição fotográfica ‘Vida e Gratidão’, do médico e cirurgião oncológico Paulo Mendonça Júnior. Durante o evento, realizado em homenagem ao Dia do Médico (18 de Outubro), também será inaugurado o auditório Dr João Batista Baldino, na sede da Fundação.

A diretora da FCecon, a engenheira biomédica Ana Paula Lemes, ressalta a importância de manter a sensibilidade, em meio a tantos desafios, em especial na área da saúde. “A exposição contempla a visão do Dr Paulo Mendonça, em retratar suas vivências através da fotografia. Destaco também a homenagem ao Dr João Baldino, que é singela e sincera em reconhecer o trabalho carinhosamente realizado pelo médico na FCecon. A escolha para o nome do auditório foi unânime entre a direção e servidores”, afirmou.

Com estilo e metodologia próprios, o cirurgião oncológico Paulo Mendonça Júnior apresentará cenas da natureza, os locais por onde passa e a rotina hospitalar, tudo capturado através de seu celular. “O objetivo dos fragmentos registrados é mostrar que nem tudo é doença e dor, mas que nos ambientes hospitalares também habitam a cura e o amor”, disse.

Médico há 20 anos, Paulo Mendonça Júnior é graduado pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e atua como cirurgião oncológico na FCecon há 12 anos. Assim como a medicina, a fotografia também é uma de suas paixões, que iniciou ainda durante a documentação do dia a dia e da realidade do seu estágio rural de medicina, em 1999, na cidade de Coari (AM).

Segundo Paulo Mendonça Júnior, o hobby pela fotografia intensificou-se durante sua residência de cirurgia geral em São Paulo, por volta do ano 2000. “Os fragmentos capturados eram do cotidiano hospitalar, a natureza em torno, a vida urbana paulista e, nas férias, também documentava a beleza amazônica”, pontuou.

Ele conta que, em 2002, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde continuou os estudos e o trabalho no Instituto Nacional de Câncer (Inca). Apesar da mudança, persistiu nos registros do ambiente hospitalar e nas belezas da cidade maravilhosa. Paulo Mendonça Júnior diz que a maturidade, os aprendizados e o despertar mais aguçado da presença de Deus refinou seu olhar, mesmo sem nenhum curso de fotografia.

Auditório João Batista Baldino – Durante a exposição, também será inaugurado o auditório que receberá o nome do médico radioterapeuta João Batista Baldino, que nasceu em 05 de agosto de 1950 e faleceu aos 66 anos, no dia 27 de outubro de 2016. Baldino era especialista influente na área oncológica, tendo prestado relevantes serviços à sociedade enquanto profissional da saúde.

Natural do Rio de Janeiro, João Batista Baldino teve três filhos. Formou-se em medicina em 1974 pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Dedicou 36 anos de sua vida à FCecon, onde ajudou a fundar o serviço de radioterapia, que se tornou, posteriormente, referência na Região Norte.

Em 1981, ocupou pela primeira vez o cargo de chefe do serviço de radioterapia. Em 1991, foi diretor técnico da instituição e, em 2005, foi nomeado diretor-presidente do hospital, cargo que exerceu até 2008. Em seus últimos anos a serviço da FCecon, ocupou o cargo de gerente do serviço de radioterapia.

FOTO: DIVULGAÇÃO/SUSAM