As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Fechamento do Bosque da Ciência é consequência de “inflamação” que poderia aumentar e culminar com corte de bolsas de pesquisa, diz Fred Mota

“O socorro de Arthur ao Bosque da Ciência é saudável para os estudantes do Amazonas.” A afirmação é do vereador pefelista. Nesta segunda-feira, o vereador ressaltou, durante discurso na Câmara Municipal de Manaus (CMM), o papel significativo do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB). que entendeu a importância de manter o Bosque da Ciência funcionando para os estudantes de Manaus e os turistas que visitam o Amazonas. Ao ser informado do fechamento temporário do local administrado pelo Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (INPA) por falta de verbas de manutenção, Arthur decidiu socorrer financeiramente o Instituto com recursos humanos.

O Bosque chegou a fechar as portas temporariamente no dia 8 de julho, pela falta de recursos financeiros, liberados pelo governo federal, por meio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

De acordo com Mota, cerca de 70% dos visitantes do Bosque da Ciência são alunos da rede pública de ensino, incluindo crianças que visitam o local, não apenas pelo aprendizado escolar, mas também o aprendizado para a vida. Dados do Inpa mostram que cerca de 120 mil pessoas visitam anualmente o Bosque da Ciência, que foi reaberto para visitação pública no último sábado (13).

“As crianças, adolescentes e adultos têm contato com os viveiros de jacarés, o peixe-boi, entre outros animais da nossa fauna. É por causa do Bosque, também, que cientistas pesquisam medicamentos para ajudar na cura de doenças com remédios da região, ajudando a salvar vidas”, afirma.

O vereador também alertou que o fechamento do Bosque da Ciência é consequência de uma “inflamação” que pode aumentar ainda mais e culminar em outras medidas extremas. “O corte de bolsas de pesquisa, por exemplo, será uma decorrência dessa tal inflamação. Fiquei feliz com a atitude do prefeito de Manaus, que colocou estagiários da Prefeitura e bolsistas do Bolsa Idiomas e do Bolsa Universidade para auxiliar o Inpa”, disse.

você pode gostar também