Produtos regionais mais baratos e com qualidade são comercializados neste final de semana no Feirão da Sepror. O local, destinado para a venda de produtos direto do produtor rural, funciona semanalmente de quarta a sábado, de 7h às 21h e, no domingo, até o meio dia. O Feirão está localizado no Parque de Exposição Agropecuária Eurípedes Ferreira Lins, antiga Expoagro, na Avenida Torquato Tapajós, ao lado do Hospital Delphina Abdel Aziz, na zona Norte de Manaus.

Atualmente, o Feirão da Sepror atende em média 500 produtores que fornecem produtos regionais diversos: frutas, verduras, queijos, pescado e quelônios. Este último com a comercialização autorizada pelos órgãos competentes.

“Aqui o preço é o mais barato, pois o produto não tem atravessador. Quem vende aqui são os próprios produtores rurais que cultivam o produto. Além da garantia de preço baixo, o consumidor sai daqui com a certeza de produto de qualidade”, destaca o presidente da Associação dos Produtores Rurais do Feirão, Vida Verde de Manaus (Asprofe), Antonivaldo Silva.

Quem for ao Feirão da Sepror neste final de semana vai encontrar peixe com preços que variam de R$10 a R$23, o quilo. O pirarucu fresco está sendo comercializado a R$14, o quilo, e o lombo dele por R$18. A ventrecha do pirarucu seco sai a R$17, o quilo, e o lombo a R$23. O quilo do tambaqui sai a R$ 9 e o filé de dourado e tucunaré a R$10.

Em média são comercializados de oito a dez toneladas de pirarucu e outras espécies. Outros produtos em destaque e em abundância são o abacaxi com aproximadamente 80 mil frutos e a melancia com mais de 30 toneladas.

Os produtos provenientes da produção familiar são oriundos da zona rural de Manaus e de municípios no entorno da capital, da Região Metropolitana de Manaus, como Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Itacoatiara, Manacapuru, Iranduba, Careiro da Várzea, Careiro Castanho e Autazes.

Café regional – Além de fazer a feira, o consumir pode aproveitar para tomar café regional com a família. O Feirão da Sepror também abriga barracas de café. Tapioca, x-caboquinho, cuscuz, pupunha, entre outros produtos regionais.