Amazonas Notícias

Festival de Parintins 2024: Ilha Tupinambarana está pronta para receber turistas e torcedores de Caprichoso e Garantido

Casas, comércio e restaurantes estão a todo vapor para deixar tudo pronto para receber mais 120 mil visitantes

A Ilha Tupinambarana já está pronta para receber os visitantes do 57º Festival de Parintins, que acontece nos dias 28, 29 e 30 de junho. O evento é realizado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa. A projeção de movimentação na economia local é ultrapassar os R$ 160 milhões, superando a estimativa de 2023, que foi de mais de R$ 146 milhões.

A expectativa de público na ilha para este ano é de aproximadamente 120 mil visitantes. “Eu não tenho dúvida de que esse ano vai ser muito superior a festa do ano passado. Isso é importante para movimentar a economia do município e para gerar renda para quem trabalha com hospedagem, turismo, culinária e tantos outros setores envolvidos com o festival”, disse  o governador Wilson Lima.

Os moradores de Parintins (a 369 quilômetros de Manaus), que enxergam no Festival uma excelente oportunidade para empreender, preparam as casas, o comércio e os restaurantes para receber os torcedores de Caprichoso e Garantido da melhor maneira possível. 

Na rua Cordovil, no Centro,, a família Góes fez da própria casa uma pousada para receber os turistas. O negócio familiar começou em 1997, com o aluguel de apenas dois quartos. A demanda foi crescendo e a família decidiu comprar um terreno ao lado da casa para fazer um anexo. 

Otília Góes e os quatro filhos são os responsáveis por administrar a casa e o anexo, que já contam com 15 quartos. Para este ano, não há mais reserva disponível, o que é motivo de comemoração para dona Otília, como é conhecida. 

“Já estão todos alugados, porque a gente praticamente aluga de um ano para o outro. Quando a pessoa vem, ela já indica para outra pessoa interessada. Aqui é como se a pessoa estivesse em casa, um lugar familiar, todo mundo se sente bem”, ressaltou.

Comércio 

Perto do Bumbódromo, Glenda Azevedo vende, junto com a mãe, comercializa blusas do Caprichoso e Garantido, confeccionadas no ateliê delas. Há dois anos, elas resolveram montar a loja mais perto do local da festa, com o objetivo de atrair mais clientes. 

“Com o tempo, começamos a perceber que esse ramo dava muito certo. A gente começou com a produção de 90 camisas, no ano passado, mas percebemos que não dava. Para esse ano, investimentos mais, e já passamos a meta de mais de 150 camisas”, disse a comerciante. 

Um outro importante setor de vendas na Ilha Tupinambarana é o artesanato. Em um pequeno espaço, montado na frente de casa, Lázaro Machado, de 78 anos, vende lembranças e souvenirs bovinos, confeccionados pelas próprias mãos. Já são 40 anos produzindo o carro-chefe de vendas: o boizinho em miniatura. 

“Esse ano está bom, o negócio veio para arrebentar mesmo, como dizem. Depois da pandemia, todo mundo quer brincar de boi. Vou ajudar a família e comprar material para o próximo ano, porque todo mundo ganha dinheiro aqui, só não o preguiçoso”, brinca o dono do pequeno negócio, Lázaro Machado. 

Economia criativa

Pequenos empreendedores locais e artistas dos mais variados segmentos de Parintins e do Baixo Amazonas, especialmente Barreirinha e Nhamundá, encontram na Estação da Cultura mais uma oportunidade para fazer os seus negócios girarem na temporada do Festival de Parintins. O espaço se concentra na Praça da Catedral, e reúne estandes para comercialização de produtos, artesanatos, além de exposição de artes visuais, programação musical e demais ativações envolvendo a indústria da cultura. 

Restaurantes

Os restaurantes e lanchonetes ficam lotados no período da festa. Foi pensando nisso que o Antônio Sena resolveu abrir, há uma semana, um local para vender as comidas e doces preparados pela esposa. A ideia já tem dado certo, principalmente pela proximidade com o Bumbódromo. 

“Para a gente é muita satisfação poder abrir um estabelecimento para receber todos os visitantes queridos, que vão vir festejar nossa cultura. Estamos trazendo pratos diferenciados para todos os gostos e muito bem servidos”, falou o dono do estabelecimento, Antônio Sena. 

Suporte aos visitantes

Disponibilizada pelo Governo do Amazonas, por meio da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), a ferramenta tecnológica ‘Amazonas To Go’, vai auxiliar, com informação turística rápida, fácil e segura, quem prestigiar o 57º Festival de Parintins. 

A plataforma oferece ao visitante um guia digital na palma da mão por meio do aplicativo de mensagens WhatsApp, informações sobre a festa, a cidade e de como chegar. Também auxilia sobre onde encontrar atrativos turísticos e opções de coisas para fazer, meios de hospedagens, agências de turismo, restaurantes, entre outros serviços.

O Amazonas To Go funciona por meio do contato +55 92 99356-8775 ou do QR Codes encontrados nos principais atrativos turísticos que redirecionam para o serviço. A ferramenta está disponível em português, inglês e espanhol.

FOTOS: Mauro Neto/Secom

Relacioandos