Pela primeira vez, as forças de segurança do Estado contam com um plano de inteligência integrado para as ações policiais durante o Festival Folclórico de Parintins, que ocorre no município localizado a 369 quilômetros de Manaus. Nesta quarta-feira (27/06), o secretário de Segurança Pública do Amazonas, coronel Anézio Paiva, entregou o plano e o Relatório de Avaliação de Risco para a cúpula da segurança pública no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), na zona centro-sul de Manaus.

“A operação integrada das forças de segurança vem ocorrendo desde outubro do ano passado, por determinação do governador Amazonino Mendes. Para Parintins, a Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência fez a análise dos riscos e elaborou um plano de inteligência para subsidiar as operações. Com isso, toda a nossa tropa conta com uma ferramenta técnica de análise criminal e um mapeamento da Ilha Tupinambarana”, explicou Paiva.

De acordo com o secretário, as operações em Parintins já começaram há 20 dias, com um trabalho prévio da Polícia Civil (PC) e da Polícia Militar (PM), com atenção maior ao combate ao tráfico de drogas, roubos e furtos. “Além disso, nosso contingente que saiu de Manaus já está operando com escala de serviços, policiamento turístico, ciclopatrulhamento, enfim, toda a engrenagem do sistema de segurança”, disse.

Participaram da reunião com o secretário de Segurança, nesta quarta-feira, a secretária executiva da SSP-AM, delegada Juliana Tuma, o delegado geral da Polícia Civil, Mariolino Brito, o secretário executivo adjunto de Operações, tenente-coronel Klinger Paiva, o secretário de Inteligência, delegado Herbert Lopes, o secretário executivo adjunto de Planejamento e Gestão Integrada, coronel Fábio Pacheco, e o comandante geral da PM, coronel David Brandão.

Operação Parintins – No último dia 25 (segunda-feira), a SSP-AM apresentou a Operação Parintins 2018. Mais de 840 servidores, entre policiais militares, policiais civis e bombeiros estão envolvidos nas ações para assegurar a tranquilidade daqueles que vão prestigiar a disputa entre os bois Garantido e Caprichoso e dos que vão participar da festa.

A Polícia Militar realiza um trabalho ostensivo na Ilha, com patrulhamento a pé, de motocicleta, de bicicleta e do trânsito.

A Polícia Civil do Amazonas encaminhou 68 policiais para atuar no reforço do atendimento. As equipes realizam operações e incursões pelos bairros, além de revista na unidade prisional.

O Corpo de Bombeiros enviou 120 homens para atuarem durante o festival em ações de salvamento em altura, serviço de prevenção urbana e o monitoramento durante as apresentações dos bumbás.

O CICC levou duas plataformas de observação para a região. Além disso, os servidores vão atuar na integração da operação com a montagem de uma base local no bumbódromo.

Monitoramento – As unidades móveis possuem, cada uma, 13 câmeras com alta capacidade de captação de imagens e sistema conectado ao CICC, em Manaus. As câmeras ficam instaladas em um mastro que chega até 12 metros de altura. O equipamento possui uma visão de 360 graus e um alcance de cinco quilômetros, além de tirar fotos e a capacidade de visão noturna. Umas das câmeras também possui tecnologia térmica que detecta o calor, o que potencializa o trabalho da polícia.

FOTO: AGUILAR ABECASSIS/SECOM

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here