O fraco desempenho dos estudantes na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014, cujo tema foi publicidade infantil, chamou a atenção de educadores e especialistas para se chegar a um entendimento do que provocou esse verdadeiro “apagão” entre os alunos (mais de 529 mil tiraram nota zero na redação) e o que pode e precisa ser feito para reverter essa situação e garantir nos próximos exames resultados bem mais satisfatórios.

Para a assessora pedagógica do Grupo Saraiva, Romina Lotif Araújo Braga, o que acende um sinal de alerta em relação ao mau desempenho dos participantes nessa avaliação vai muito além da abordagem de um tema que está em circulação de forma mais ou menos intensa nas mídias e que, por conta disso, favoreceria a produção de argumentos relacionados a ele. “Esse fraco desempenho na redação do último exame nos faz refletir sobretudo acerca do que os alunos têm como leitura nos textos motivadores, por exemplo, e que sequer consegue interpretar o que está sendo solicitado naquele instante para, a partir daí, desenvolver seus próprios argumentos”, avalia Romina.

Para ela, o que também ocorre é que em algumas instituições é realizada apenas uma espécie de “treino” para avaliações como o Enem, em que os alunos são solicitados a argumentar sobre possíveis temas que serão abordados na avaliação. “Muitas vezes eles “constroem” argumentos que não são fruto de sua própria leitura de mundo. E quando estão diante de uma proposta “diferente” são, em sua grande maioria, incapazes de construir seu próprio texto”, completa a assessora pedagógica.

Romina acredita ainda que é urgente repensar sobre a abordagem dos conteúdos feita pelas instituições de ensino. “Pois não compreende apenas analisar os resultados dos anos finais. Não é uma atitude de olhar para o hoje e sim para o ontem. Ou seja, o que foi feito do ensino de leitura e produção textual nos anos anteriores, de que maneira podemos, ao longo de mais de uma década, preparar nossos alunos para esses desafios”, finaliza a assessora pedagógica do Grupo Saraiva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here