Take a fresh look at your lifestyle.

FIEAM cobra recuperação das vias do Distrito Industrial

-publicidade-

A recuperação do sistema viário, incluindo drenagem de águas pluviais, meio-fio e asfaltamento completo do Distrito Industrial 1 e 2 foi uma das principais demandas pelo presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), Antonio Silva, quinta-feira (22), em reunião com o prefeito Arthur Virgílio Neto.

Segundo o presidente da FIEAM, Antonio Silva, as vias, especialmente nesta época de chuvas intensas, as ruas oferecem risco de acidentes e, não raro, provocam forte congestionamento.

Somados a isso, há problema de segurança e a elevação dos custos logísticos, com a restrição da mobilidade, o que pesa na competitividade dos produtos locais, foram outros temas levantados por Silva em seu pleito em defesa de melhorias para o segmento industrial.

“Sabemos que, com relação à recuperação do sistema viário do Distrito Industrial 1, já tem encaminhamento, por meio de convênio firmado com a Suframa para esse fim, mas temos também reinvindicações na área da limpeza pública em decorrência do acentuado número de invasões, especialmente no Distrito Industrial 2” ressaltou Silva.

Artur Neto concordou com a necessidade de alterar a situação, que denominou de “caótica”, em que se encontra o Distrito Industrial. Segundo o prefeito, é preciso transformar o bairro em “cartão-postal” para chamar atenção dos investidores, e isso está em processo juntamente com a Suframa e dentro dos seus planos à frente do Executivo Municipal.

“Precisamos de muito mais para transformar a Zona Franca de Manaus em cartão-postal e melhorar a disposição do investidor de colocar aqui o seu dinheiro. As mudanças estão na cabeça de todos nós para que esse modelo não se esclerose, porque do jeito que está não vingará”, afirmou.

A reunião, a segunda da diretoria da FIEAM, neste ano, contou com a presença do superintendente da Suframa, Appio Tolentino, do chefe da Casa Civil do município, Arthur Bisneto, e a primeira-dama e presidente do Fundo Manaus Solidária (FMS), Elisabeth Valeiko, além de outros representantes da indústria e do secretariado municipal, teve, para o prefeito Arthur Neto, a mesma importância do “Christian Day” para os americanos.

“Dou a isso (a reunião) a mesma importância do Christian Day para os americanos, quando o presidente (dos Estados Unidos da América) se reúne com representantes religiosos para prestar contas de seus atos. É uma referência à democracia, um momento de falar e ouvir”, disse Arthur.

O prefeito aproveitou a ocasião para apresentar o balanço das ações realizadas frente ao Executivo Municipal e falou dos planos para 2018, dentre eles o projeto de criação da Escola de Saúde Pública de Manaus (Esap) e a criação da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman) que veio, segundo ele, para um maior controle dos serviços prestados à população.

-publicidade-