Com o objetivo de incentivar investimentos e aumentar as exportações das empresas de pequeno porte no Estado, a Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), por meio do Centro Internacional de Negócios do Amazonas (CIN-AM), convoca empresários a se cadastrarem para participar de projetos contemplados pelos convênios da Agência Brasileira de Promoção de Exportação (Apex) e da Inserção Internacional Competitiva de Pequenos Negócios (INSERI PEQUENOS NEGÓCIOS).

Para participar dos projetos que têm o foco no desenvolvimento empresarial com capacitações e ações de promoção comercial, o empresário precisará realizar seu cadastro com a equipe do CIN-AM, pelos telefones (92) 3186-6511, (92) 3631-0899, email:[email protected] ou na sede da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), na Avenida Joaquim Nabuco, 1919, Centro.

O gerente executivo do CIN-AM, Marcelo Lima, ressaltou que as iniciativas além de promover preparação para atuação internacional, deixam o empresariado local mais confiante em seus negócios. “Os projetos possibilitam que empresários cadastrados comecem a buscar a internacionalização de seus produtos de forma consciente e planejada. As iniciativas oferecem informações estratégicas sobre mercados prioritários para o nosso empresariado”, destacou. Marcelo destacou ainda, que todos os cadastros passarão por uma triagem pela equipe doCIN-AM.

Iniciativas

O convênio da Apex abrange pequenos e micro empresários amazonenses dos setores de alimentos, bebidas, cosméticos, moda, móveis, madeira, metal mecânico e tecnologia da informação.

O Projeto INSERI que é da Confederação Nacional da Indústria (CNI) – por meio do CIN-AM – e o Serviço de Apoio as Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) prioriza os setores de máquinas e equipamentos, produtos químicos, alimentos e bebidas, cosméticos, petróleo e gás, além dos setores de madeira, móveis e produtos de metalurgia.

As duas iniciativas têm como finalidade capacitar e prestar consultoria para pequenas indústrias voltadas ao mercado internacional. “A ideia é aumentar a participação do empresariado local no mercado internacional com qualidade dos produtos conhecimento dos negócios”, finalizou Marcelo Lima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here