Dr. Thiago Bianco, adverte para outros efeitos colaterais

Muitos homens, principalmente os de meia-idade, procuram a Finasterida, medicamento que chega às farmácias nas versões 1 g e 5 g, para coibir a queda de cabelos.

No entanto, por conta da busca pelo Dr. Google, o público masculino tem verdadeiro pavor de utilizar esta medicação, já que muitas informações dão conta de relatos sobre impotência sexual.

“A Finasterida é o principal medicamento para tratar a queda capilar. O remédio é capaz de bloquear uma enzima (5α-Redutase) e inibir a produção de DhT. O grande problema desta medicação é que ela pode causar alguns efeitos colaterais como a perda de apetite sexual, além da diminuição do volume ejaculatório”, alerta o médico.

Outro pormenor referente à utilização de Finasterida é que o medicamento apenas atenua a queda dos fios enquanto o usuário estiver consumindo a substância. “Se parar de ingerir o medicamento, a calvície volta. Para o problema estancar de vez, apenas um transplante capilar poderá reverter definitivamente o problema”, assegurou.

Além dos efeitos colaterais em homens, o uso de Finasterida pode ser ainda mais perigoso para as mulheres, principalmente às gestantes. “A droga pode causar um mal ainda maior às grávidas, a teratogenicidade, isto é, alterações no feto que podem prejudicar a saúde do bebê”, adverte Bianco.

Dr. Thiago Bianco, médico expert em transplantes capilares – considerado um dos pioneiros a realizar a técnica de implante microfolicular guiado por vídeo. Dr. Thiago Bianco foi graduado em Medicina em 2006, e especializou-se em cirurgia geral e trauma, além de direcionar sua carreira para a área de implante capilar. Membro titular da ISHRS (International Society of Hair Restoration Surgery), atualmente realiza um trabalho pioneiro com as técnicas de FUT (Follicular Unit Transplant) e FUE (Follicular Unit Extraction) para o transplante capilar de barba e de sobrancelha. Site: https://www.thiagobianco.com.br