Fiscais participam de curso de segurança de produtos perigosos na orla de Manaus

Fiscais do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) participaram, nesta segunda-feira (24/09), da ação conjunta de fiscalização de pontos fluviais de vendas de combustíveis na orla da Manaus Moderna, no rio Negro, na área central de Manaus. O trabalho também contou com a participação de agentes do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Agência Nacional de Petróleo (ANP) e Capitania dos Portos.

De acordo com o chefe da Gerência de Fiscalização Ambiental (Gefa), Abner Brandão, durante a ação, o Ipaam notificou um empreendimento localizado na frente da Feira da Banana, no Centro. O local tem o prazo de 15 dias para melhorar o sistema de contenção de produtos perigosos nas ilhas de abastecimento. “Os fiscais observaram que o sistema precisa de melhorias e estamos notificando o estabelecimento fiscalizado”, informou.

Na ação conjunta, fiscais do Ipaam fiscalizaram as Licenças de Operação (LOs) dos empreendimentos e os planos de segurança de contenção e armazenamento de produtos perigosos. O trabalho, segundo Brandão, foi motivado pelos acidentes registrados no mês passado nos bairros Mauazinho, zona leste, e São Raimundo, zona oeste, com vazamento de óleo no rio Negro.

Combustíveis – Durante os trabalhos, Fiscais da ANP realizaram testes de qualidade e quantidade de vazão nas bombas dos pontões e interditaram a bomba de abastecimento e aplicaram multa a empreendimento que apresentou adulteração na quantidade de álcool anidro na gasolina. Segundo a agência, o combustível deve ter 27% de álcool e, no caso do pontão fiscalizado, havia 21%.

Segundo informações de agentes da ANP, existem funcionando 31 pontos fluviais de comércio de derivado de petróleo em Manaus, distribuídos em uma extensão que vai da Bacia do rio Tarumã, passado pela orla da cidade, até os municípios de Careiro Castanho (88 quilômetros da capital) e Iranduba (distante 27 quilômetros de Manaus). A última fiscalização feita pelo órgão a esses locais aconteceu em 2015.

O trabalho de fiscalização continua nesta terça-feira (25/09), a partir das 8h, e vai percorrer pontões na área do Tarumã até a entrada do lago do Puraquequara, no bairro do mesmo nome, zona leste da cidade.

FOTO: RICARDO OLIVEIRA