Take a fresh look at your lifestyle.

Força-Tarefa em Defesa do Consumidor Amazonense acompanha julgamento dos agravos de instrumento sobre reajuste de energia elétrica nesta quarta, 9

-publicidade-

Nesta quarta, 9 de março, ocorrerá em Brasília, na sala de julgamentos da 5ª turma da Justiça Federal, o julgamento de dois agravos de instrumento interpostos pela empresa Amazonas Distribuidora de Energia S/A e pela Agência Nacional de Energia Elétrica ( Aneel), ambos relacionados à questão da energia elétrica no Estado do Amazonas. A sessão de julgamento está pautada para às 14h. Os desembargadores que irão julgar os agravos são Souza Prudente, João Batista e Néviton Guedes, sendo que este último também será o relator.

O assunto tem mobilizado todos os nove órgãos que integram a Força-Tarefa em Defesa do Consumidor Amazonense. A Força-Tarefa é composta pelos Ministérios Públicos do Amazonas Estadual e Federal, pelo Procon do Estado do Amazonas, Ouvidoria e Proteção ao Consumidor do Município de Manaus (Procon Manaus), pelas Defensorias Públicas do Amazonas e da União e pelas Comissões de Defesa do Consumidor da Câmara Municipal de Manaus, da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-AM).

Todos os representantes dos órgãos que integram o grupo vão estar presentes ao julgamento que marca mais uma etapa no processo de garantia de respeito aos direitos do consumidor amazonense, que testemunhou, no fim de 2015 e início de 2016, medidas judiciais relacionadas ao reajuste na tarifa de energia elétrica. Por meio de ações civis públicas, o grupo conseguiu derrubar a cobrança das bandeiras tarifárias nas contas de energia do amazonense e também suspender um reajuste da ordem de 38,8% para consumidores residenciais e de 42,55% para consumidores de media e alta tensão, decisão esta derrubada pelo desembargador federal Néviton Guedes, do Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF1).

-publicidade-