Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Força Tática apreende em dois meses 99 armas e 334 munições no Amazonas

Nos primeiros dois meses de 2021, o número de armas de fogo apreendidas pelo batalhão de Força Tática da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) cresceu 43% em comparação com o mesmo período do ano passado. Ao todo, 99 armas e 334 munições foram apreendidas. No mesmo período, as ações policiais resultaram na prisão de 144 infratores e na apreensão de R$ 60 mil em espécie ligados a atividades criminosas, sobretudo o tráfico de drogas.

A Força Tática integra o Comando de Policiamento Metropolitano (CPM), da PM, e é responsável por atuar em ações ostensivas de segunda malha, fazendo assim a suplementação das viaturas diárias e combatendo a criminalidade nos bairros da capital amazonense. Além de Manaus, os policiais também atuam em operações na Região Metropolitana e em municípios fronteiriços.

Segundo o subcomandante da Força Tática, o capitão Lívio Dutra, o batalhão tem batido os próprios recordes de apreensões e também prisões de pessoas, apreensão de entorpecentes e dinheiro.

“Em fevereiro, nós batemos nosso recorde mensal na história do batalhão apreendendo 67 armas de fogo. Só nos últimos três dias do mês, nós retiramos de circulação 19 armas. Então é um número expressivo, e essas ações foram desenvolvidas em diversos bairros da capital amazonense”, relatou.

O capitão disse, ainda, que a população contribui com o trabalho dos policiais, denunciando a localização de foragidos, suspeitos armados e o tráfico de drogas nos bairros. As denúncias são encaminhadas pelo “Linha Direta”, através do aplicativo Whatsapp. O número é o (92) 99428-4400.

“A apreensão de arma de fogo é uma das nossas prioridades na unidade, uma vez que o armamento é utilizado pela criminalidade em roubos e homicídios. Então como forma de prevenir crimes, nós realizamos esse trabalho, mas também estamos nas ruas 24 horas por dia para prender envolvidos com tráfico de drogas e recapturar foragidos”, destacou o capitão Dutra.

FOTO: Acervo SSP-AM

-publicidade-