A Fundação Alfredo da Matta (Fuam) e a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) acabam de firmar mais uma parceria que tem como objetivo desenvolver ações para a eliminação da hanseníase no Estado. As duas instituições atuarão juntas na execução do Projeto Ação para Eliminação da Hanseníase (Apeli), coordenado pela Fuam, que foi apresentado à reitoria da Ufam na última segunda-feira (17/06), em reunião com o reitor da Universidade, Sylvio Puga.

Segundo o diretor-presidente da Fuam, Ronaldo Amazonas, os campi da Ufam, que estão espalhados pelo estado, serão colocados à disposição da Fuam para a execução do projeto. “Já tínhamos enviado anteriormente o projeto ao reitor, que de pronto o abraçou e entendeu a sua grande importância para o controle da hanseníase no interior do estado, e a valiosa contribuição da Universidade nesta ação”, explica.

Ufam e Fuam mantêm há mais de 30 anos parceria técnico-científica com troca de experiências nas áreas de ensino e pesquisa, campo de estágio e tecnologia. A nova parceria entre as instituições contará também com a participação de alunos e professores de áreas ligadas à Saúde, como dos cursos das áreas de Ciências Biológicas, oportunizando também a troca de experiência e aprendizado entre profissionais da Fundação e corpo docente e discente da Universidade.

“Não temos dúvida de que abraçaremos e incorporaremos o Projeto como atividade de capacitação, ação e plena atividade de nossos alunos e professores nessa jornada contra a hanseníase, que deve ser combatida por meio da somatória de esforços de toda sociedade”, ressalta o reitor da Ufam.

Próximos passos – A próxima etapa será no dia 25 de junho, quando o diretor-presidente da Fuam apresentará a Fundação aos diretores e coordenadores de cursos das áreas de Ciências Biológicas da Universidade, para que conheçam sua atuação e o projeto proposto e, a partir daí, possam discutir e traçar estratégias e ações para colocar em prática a parceria e juntos iniciar os trabalhos. A ideia é iniciar no mês de setembro uma ação piloto do Projeto Apeli no município de Autazes.

“O projeto Apeli será uma ação ousada e necessária para o enfrentamento da endemia da hanseníase no nosso estado. A iniciativa já conta com o compromisso de vários outros parceiros, incluindo o governo do Japão, que pretende financiar os custos do projeto para sua execução nos próximos quatro anos”, conta Ronaldo Amazonas.

A Fuam é responsável pelo Programa de Combate à Hanseníase em todo o Estado do Amazonas, levando aos municípios do interior, profissionais que realizam ações para o monitoramento da doença, como busca ativa de novos casos, mutirões para identificação de casos suspeitos, acompanhamento de pacientes em tratamento e que já tiveram alta, exames em contatos (pessoas que mantém contato íntimo e prolongado com pacientes), exames para avaliação de prevenção de incapacidades, além de treinamentos, capacitações e sensibilização de profissionais da saúde.

Com o Projeto Apeli, a Fuam pretende intensificar ainda mais estas ações, levando a Fuam a todos os municípios do Estado e em quatro anos reduzir a prevalência da hanseníase no Estado.

FOTO: Divulgação/Fuam