Amazonas Notícias

Fundação Amazônia Sustentável assina, na COP27, compromisso internacional de enfrentamento às mudanças climáticas

 

A iniciativa visa promover a formação de um ambiente propício para a construção de capacidades e aprendizados coletivos, além da criação de laços de cooperação e compartilhamento de competências a partir da comunidade filantrópica comprometida com a agenda climática.

A assinatura do compromisso aconteceu durante o painel #PhilanthropyForClimate: Um movimento global da filantropia para enfrentar a crise climática”, que levantou a discussão sobre o papel das organizações filantrópicas e do investimento social privado, tanto do Norte quanto do Sul Global, na agenda climática.

“O combate às mudanças climáticas necessita do envolvimento de todo mundo. Não pode ser somente uma obrigação dos governos. A filantropia, tanto de empresas quanto de pessoas físicas e famílias, têm papel fundamental para dinamizar e acelerar a transição de baixo carbono, tendo como focos a justiça climática, combate à pobreza e proteção de direitos”, afirma o superintendente de desenvolvimento institucional e inovação da FAS, Victor Salviati.

O evento também trouxe o debate de temas como a necessidade do desenvolvimento de estratégias para a abordagem do tema, a descentralização de recursos e o investimento em ações de mitigação da pobreza e desigualdades.

Além da FAS, fazem parte do grupo de signatários: Alana Foundation (Instituto Alana), Fundação Avina, Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, Fundação Tide Setubal, Fundo Baobá para Equidade Racial, Instituto Clima e Sociedade e Instituto Votorantim.

Sobre a FAS

Fundada em 2008 e com sede em Manaus/AM, a Fundação Amazônia Sustentável (FAS) é uma organização da sociedade civil e sem fins lucrativos que dissemina e implementa conhecimentos sobre desenvolvimento sustentável, contribuindo para a conservação da Amazônia. A instituição atua com projetos voltados para educação, empreendedorismo, turismo sustentável, inovação, saúde e outras áreas prioritárias. Por meio da valorização da floresta em pé e de sua sociobiodiversidade, a FAS desenvolve trabalhos que promovem a melhoria da qualidade de vida de comunidades ribeirinhas, indígenas e periféricas da Amazônia.

Créditos: Comunicação da FAS

Relacioandos