Take a fresh look at your lifestyle.

Fundação Cecon transfere mais sete pacientes para cirurgias no Inca 3 no Rio de Janeiro

-publicidade-

Com o objetivo de agilizar o tratamento e garantir a possibilidade de cura de pacientes com câncer de mama, a Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), vai transferir, nesta terça-feira (23/02), mais sete mulheres para realização de cirurgias no Hospital de Câncer 3, do Instituto Nacional de Câncer (Inca), no Rio de Janeiro (RJ).

O envio das pacientes é uma parceria entre a Força Aérea Brasileira (FAB), Governo do Estado, SES-AM, FCecon, Governo Federal e Inca. O novo grupo soma-se aos outros dois transferidos nos dias 29 de janeiro e 9 de fevereiro, totalizando 23 mulheres.

As mulheres serão conduzidas em uma van, que sairá da frente da Fundação Cecon em direção ao aeroporto Ponta Pelada, zona sul de Manaus. A aeronave da FAB está programada para decolar às 10h, com a previsão de chegada ao Rio de Janeiro às 18h, onde as pacientes serão recepcionadas pelos profissionais do Inca 3. O grupo irá viajar sem acompanhantes.

Antes de viajar, todas as pacientes realizaram testes para Covid-19 na última sexta-feira (19/02), os quais deram negativo. Nesta segunda-feira (22/02), os testes foram repetidos, o resultado sairá à tarde, e a expectativa é a confirmação do resultado negativo.

Segundo a responsável pelo serviço de Mastologia da Fundação Cecon, a mastologista Hilka Espírito Santo, na chegada ao aeroporto, no Rio de Janeiro, o grupo fará outro teste para Covid-19, assim como também na admissão no hospital e antes da cirurgia. “O objetivo é evitar a disseminação da nova cepa do vírus”, alertou.

Cirurgias – Um grupo passará por procedimento cirúrgico na quinta e outro na sexta-feira (25 e 26/02), informa a médica mastologista, e, na semana seguinte, as pacientes retornam para realizar as primeiras consultas após as cirurgias. “Esperamos que este seja o último grupo a ser enviado ao Rio de Janeiro, no Inca 3, uma vez que a Fundação Cecon retomou os procedimentos cirúrgicos na semana passada”, disse Hilka Espírito Santo.

Esperança – A bibliotecária Maria Socorro da Costa Pinto, 59 anos, é uma das pacientes que irá viajar com o grupo para o Rio de Janeiro. Ela conta que foi diagnosticada com câncer na mama esquerda no dia 5 de janeiro e, graças à rapidez na realização dos exames e consultas, a cirurgia acontecerá em menos de dois meses.

Maria do Socorro contou que recebeu uma ligação da Fundação Cecon na semana passada, informando que iria viajar. Ela salientou que foi só alegria e gratidão, pois iria viajar com o primeiro grupo. Entretanto, na época, o teste para Covid-19 deu positivo, embora tenha tido a doença no mês de maio de 2020.

“Estou tranquila em relação à viagem. A expectativa em relação ao tratamento é a das melhores, uma vez que tudo ocorreu muito rápido. O tempo entre o diagnóstico e a cirurgia é fundamental para garantir a cura do câncer. Assim, só tenho a agradecer pelo acolhimento dado pela Fundação Cecon, na pessoa de seus profissionais, que são treinados para atender os pacientes”, agradeceu Maria do Socorro.

FOTO: Hygson Mantos/FCecon

-publicidade-