Take a fresh look at your lifestyle.

“Fura-filas” – Ministério Público do Amazonas pede prisão de David Almeida e Shadia Fraxe

-publicidade-

O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) acaba de pedir a prisão preventiva do prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), e da secretária de Saúde, Shadia Fraxe. A medida tem como base o Código Penal. O órgão também pede o afastamento da dupla dos cargos e cobra mandados de busca e apreensão. As informações foram divulgadas pelo BNC e confirmadas pelo Amazonas Notícias.

O Ministério Público pede, também, as prisões de mais 20 pessoas, incluindo as irmãs médicas Gabrielle Lins e Isabelle Lins, que teriam sido “fura-filas” da vacinação do contra o coronavírus em Manaus.

David Almeida disse ao BNC que já tomou conhecimento da ação judicial e que vai buscar providências.

Segundo o Ministério Público, essa ação sobre o episódio, é uma representação criminal, por conta da suspeita de fraude na prioridade que deveria ser dada aos profissionais de saúde e indígenas. Há também suspeita de desvio de doses da vacina Coronavac.

Além disso, a titular da Semsa encaminhou ao prefeito a contratação de dez médicos, com salário de R$ 9 mil. Só que, ao invés de encaminhados para o combate ao coronavírus, todos foram nomeados como gerentes de projetos. Isso foi considerada como falsa declaração de Almeida.

O desembargador plantonista do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), José Hamilton Saraiva, abriu mão de julgar a questão, mas reconheceu que a atribuição constitucional do MP-AM na atuação sobre o episódio.

Com isso, encaminhou o pedido de prisão e demais providências para o Tribunal Regional Federal da 1.ª Região, que tem sede em Manaus.

Veja a decisão

4000361-29.2021.8.04.0000 – Decisão Desdor Hamilto – Declinação

Com informações do BNC

-publicidade-