Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

FVS-AM e Semsa-Manaus realizam ações de educação em saúde de combate ao Aedes aegypti

Alguns pontos da cidade de Manaus foram alvos de ações simultâneas de orientação ao combate ao Aedes aegypti, nesta quarta-feira (16/12). A ação faz parte da programação estadual da Semana de Mobilização Social e em Educação em Saúde de Combate ao Aedes aegypti, que segue até o dia 18 de dezembro, com ações simultaneamente em 45 cidades amazonenses que têm a presença do mosquito transmissor de dengue, zika e chikungunya.

Em Manaus, o evento foi realizado com a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa), que selecionou os bairros com maior número de infestação do mosquito por zonas na capital amazonense.

Este ano, com a pandemia da Covid-19, a ação não é de visita casa a casa e também de distribuição de material educativo, mas sim de alerta aos motoristas e moradores dos bairros para o problema.

De acordo com a coordenadora do Programa Estadual de Arboviroses da FVS-AM, Luzia Mustafá, essas atividades têm como proposta sensibilizar a população para o combate. “Este ano com o tema combater o mosquito é com você, é comigo e com todo mundo, busca incentivar essa prática de checar e eliminar os depósitos de água parada no ambiente doméstico e no trabalho”, disse.

Para o frequentador do mini shopping da Compensa, Evaldo Martins, 42 anos, a ação foi uma surpresa. “Em tempos de Covid-19 parece até que sumiram as outras doenças. Esse alerta de hoje foi bom para eu lembrar não só de usar a máscara como também verificar o meu quintal”, comentou o morador da compensa.

Dados das Doenças – Os casos notificados de dengue no Amazonas aumentaram 49% no comparativo até novembro de 2020, com 9.058 notificações contra o mesmo período do ano passado que registrou 6.075 casos notificados.

Doenças como chikungunya e zika, também transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, apresentaram diminuição no número de casos.

Em relação à chikungunya, a redução é de 42% na comparação com 2019. Neste ano foram notificados 110 casos, contra 191 no ano passado.

Entre os casos de zika, a redução é de 15%, com 98 casos notificados em 2020, contra 116 casos em 2019.

Medidas de Controle – Como prevenção às doenças transmitidas pelo mosquito, basta investigar os locais com água parada. O ideal é que seja realizada essa varredura uma vez por semana, levando apenas 10 minutos.

Portanto, recomenda-se tampar tonéis e caixas d’água; manter calhas sempre limpas; deixar garrafas sempre viradas com a boca para baixo; manter lixeiras bem tampadas; deixar ralos limpos e com aplicação de tela; realizar limpeza semanalmente ou preencher pratos de vasos de plantas com areia; limpar com escova ou bucha os potes de água para animais; e retirar água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa.

Referência – A FVS-AM é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas, incluindo o monitoramento de indicadores de doenças, como a dengue, por meio da Gerência de Doenças de Transmissão Vetorial – Dengue, inserido no Departamento de Vigilância Ambiental (DVA/FVS-AM). A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, em Manaus. Os números para contato são (92) 3182-8550 e 3182-8551.

FOTO: Divulgação/FVS-AM

-publicidade-