Take a fresh look at your lifestyle.

FVS-AM e Semsa-Manaus realizam ações de educação em saúde de combate ao Aedes aegypti

-publicidade-

Alguns pontos da cidade de Manaus foram alvos de ações simultâneas de orientação ao combate ao Aedes aegypti, nesta quarta-feira (16/12). A ação faz parte da programação estadual da Semana de Mobilização Social e em Educação em Saúde de Combate ao Aedes aegypti, que segue até o dia 18 de dezembro, com ações simultaneamente em 45 cidades amazonenses que têm a presença do mosquito transmissor de dengue, zika e chikungunya.

Em Manaus, o evento foi realizado com a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa), que selecionou os bairros com maior número de infestação do mosquito por zonas na capital amazonense.

Este ano, com a pandemia da Covid-19, a ação não é de visita casa a casa e também de distribuição de material educativo, mas sim de alerta aos motoristas e moradores dos bairros para o problema.

De acordo com a coordenadora do Programa Estadual de Arboviroses da FVS-AM, Luzia Mustafá, essas atividades têm como proposta sensibilizar a população para o combate. “Este ano com o tema combater o mosquito é com você, é comigo e com todo mundo, busca incentivar essa prática de checar e eliminar os depósitos de água parada no ambiente doméstico e no trabalho”, disse.

Para o frequentador do mini shopping da Compensa, Evaldo Martins, 42 anos, a ação foi uma surpresa. “Em tempos de Covid-19 parece até que sumiram as outras doenças. Esse alerta de hoje foi bom para eu lembrar não só de usar a máscara como também verificar o meu quintal”, comentou o morador da compensa.

Dados das Doenças – Os casos notificados de dengue no Amazonas aumentaram 49% no comparativo até novembro de 2020, com 9.058 notificações contra o mesmo período do ano passado que registrou 6.075 casos notificados.

Doenças como chikungunya e zika, também transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, apresentaram diminuição no número de casos.

Em relação à chikungunya, a redução é de 42% na comparação com 2019. Neste ano foram notificados 110 casos, contra 191 no ano passado.

Entre os casos de zika, a redução é de 15%, com 98 casos notificados em 2020, contra 116 casos em 2019.

Medidas de Controle – Como prevenção às doenças transmitidas pelo mosquito, basta investigar os locais com água parada. O ideal é que seja realizada essa varredura uma vez por semana, levando apenas 10 minutos.

Portanto, recomenda-se tampar tonéis e caixas d’água; manter calhas sempre limpas; deixar garrafas sempre viradas com a boca para baixo; manter lixeiras bem tampadas; deixar ralos limpos e com aplicação de tela; realizar limpeza semanalmente ou preencher pratos de vasos de plantas com areia; limpar com escova ou bucha os potes de água para animais; e retirar água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa.

Referência – A FVS-AM é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas, incluindo o monitoramento de indicadores de doenças, como a dengue, por meio da Gerência de Doenças de Transmissão Vetorial – Dengue, inserido no Departamento de Vigilância Ambiental (DVA/FVS-AM). A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, em Manaus. Os números para contato são (92) 3182-8550 e 3182-8551.

FOTO: Divulgação/FVS-AM

-publicidade-