O presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (13) que a gestão do ensino superior deve continuar sob responsabilidade do Ministério da Educação (MEC). A intenção anterior era que a gestão ficasse a cargo do Ministério de Ciência e Tecnologia, que será comandado pelo astronauta Marcos Pontes. A declaração foi dada antes do encontro com o presidente do Tribunal Superior do trabalho (TST), ministro João Batista Brito Pereira, em Brasília.

No encontro, o presidente disse ainda que o novo Ministro das Relações Exteriores deve ser do quadro do Itamaraty e pode ser anunciado nesta quarta-feira (14). Questionado se indicaria um homem ou mulher, Bolsonaro foi direto e disse que “pode até ser um gay”.

Na capital federal desde a manhã desta terça (13), Bolsonaro teve reuniões com assessores e futuros ministros no Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB), local onde está instalado o governo de transição. No início da tarde, esteve com a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber.

Reportagem, Tainá Ferreira

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here