Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Governador Wilson Lima destaca alinhamento entre órgãos nas ações da “Operação Gratidão”

Após queda em internações para leitos da Covid-19, o Governo do Amazonas iniciou, na madrugada desta terça-feira (16/03), a “Operação Gratidão”, que irá viabilizar a transferência de pacientes com Covid-19 de outros estados brasileiros para leitos em hospitais de Manaus, conforme a disponibilidade de vagas. De acordo com o governador do Estado, Wilson Lima, a operação, assim como as demais ações de enfrentamento à pandemia, são resultados de um planejamento alinhado entre o Estado, órgãos de controle e o Ministério da Saúde.

“Todas as ações que nós estamos realizando, relacionadas à Covid-19, nós estamos comunicando aos órgãos de controle, estamos pedindo orientações, e também do Ministério da Saúde, que é a instituição que está regulando esses pacientes. Então todas as medidas que nós estamos tomando aqui são alinhadas, acordadas, com todos os envolvidos no processo”, aponta Wilson Lima.

Para o secretário de Saúde do Amazonas, Marcellus Campêlo, o sentimento de gratidão aos demais estados que receberam pacientes do Amazonas durante o pico da pandemia, nos primeiros meses deste ano, fez com que o estado realizasse esse planejamento assim que observado o decréscimo nos números de internação, contaminação e óbito por Covid-19.

“Hoje nós temos um plano que considera, principalmente, a queda dos números de internação, a disponibilidade dos leitos clínicos e de UTI, mas principalmente o atendimento prioritário aos pacientes do Amazonas primeiro, e somente após o cálculo dessa necessidade é que nós disponibilizaremos, diariamente, leitos aos demais estados”, destaca o secretário.

Operação – A “Operação Gratidão” teve início na madrugada desta terça-feira (16/03), quando dois pacientes vindos de Rondônia, sendo um homem e uma mulher, chegaram a Manaus e foram encaminhados ao Hospital Delphina Aziz, referência em casos da doença. Neste primeiro momento, o Estado oferta oito leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para atender pessoas vindas de Rondônia e do Acre.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), além do Delphina Aziz, serão disponibilizados leitos no Hospital Nilton Lins, no Hospital da Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado e no Pronto-Socorro Platão Araújo.

-publicidade-